O papel da seguridade social no enfrentamento da desigualdade social

1157 palavras 5 páginas
1. INTRODUÇÃO
No mundo em que vivemos percebemos que os indivíduos são diferentes, estas diferenças se baseiam nos seguintes aspectos: coisas materiais, raça, sexo, cultura e outros. Os aspectos mais simples para constatarmos que os homens são diferentes são: físicos ou sociais.
Em cada sociedade existem essas desigualdades, elas assumem feições distintas porque são constituídos de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.
A Seguridade Social surge para como um conjunto de ações governamentais na esfera de proteção social. Historicamente estar relacionado com a emergência das soluções para amenizar as questões sociais. Neste contexto, o trabalho irá discorrer sobre a trajetória da Seguridade Social no Brasil e a importância da mesma no enfrentamento das desigualdades sociais, contemplando o tripé da Seguridade Social: Saúde, Assistência Social e Previdência Social.

2. DESENVOLVIMENTO
Na Constituição de 1988, compreendemos que a política de assistência social é um direito estabelecido pelo novo modelo de Seguridade Social, que envolve a política de Saúde e Previdência. Seus serviços socioassistenciais foram instituídos a partir da Lei Orgânica de Assistência Social, Política de Seguridade Social, não contributiva, que prevê os mínimos sociais, independente da raça, da etnia, da religião e do gênero

Ao pensar em Seguridade Social, vem em mente o item I do Art.25 da Declaração Universal de Direitos do Homem votado

Relacionados

  • pobreza no brasil conteporâneo e formas de seu enfrentamento (maria carmelita yazbek).
    2414 palavras | 10 páginas
  • Seguridade Social e projeto ético-político profissional do Serviço Social: que direitos para qual cidadania?
    951 palavras | 4 páginas
  • FICHAMENTO Ivanet Boschetti ASSIST NCIA SOCIAL NO BRASILUM DIREITO ENTRE ORIGINALIDADE E CONSERVADORISMO
    10436 palavras | 42 páginas
  • Parâmetros para Atuação de Assistentes Sociais na Política de Assistência Social
    8957 palavras | 36 páginas
  • A Gestão Social na Virada do Século: entre a política pública e a estratégia de mercado. São Paulo: Cortez, 2004.p.31-53. (fichamento)
    889 palavras | 4 páginas
  • Concepção e gestão da proteção social não contributiva no brasil
    2221 palavras | 9 páginas
  • carlos montano
    6138 palavras | 25 páginas
  • O trabalho profissional: instrumentação para a intervenção i política setorial: idoso
    2459 palavras | 10 páginas
  • O estado e os problemas contemporâneos
    4287 palavras | 18 páginas
  • Caracterização do CREAS
    11656 palavras | 47 páginas