O pensamento político da igreja no período medieval e atual

2899 palavras 12 páginas
O PENSAMENTO POLÍTICO DA IGREJA NAÉPOCA MEDIEVAL E ATUAL

Jaqueline Silva do Carmo Prof. João da Silva Lopes Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Licenciatura em História (HID 0036) – Prática do Módulo 03 01/11/2011

RESUMO
O principal objetivo desde o início da Igreja era levar os ensinamentos de seu fundador, Jesus Cristo a todos os povos, mas através dos tempos esse objetivo foi posto em segundo plano levando a Igreja a corromper-se visando o crescimento material. Por meio deste trabalho procuramos apresentar as principais causas dessa mudança buscando comparar e compreender as permanências e rupturas desse processo, utilizando para tal questão pesquisas em livros e artigos que levem a total compreensão
…exibir mais conteúdo…
No Império Bizantino, os imperadores consideravam-se como chefes supremos da Cristandade gerando conflitos com o Papa, O constante desentendimento entre o imperador e o Papa levou por provocar o “Grande Cisma do Oriente” em 1054, a partir dessa data a cristandade dividiu-se em duas partes: Igreja Católica do Ocidente com sede em Roma sob a autoridade do Papa e Igreja Católica do Oriente conhecida como Igreja Ortodoxa governada pelo imperador que fez valer seu poder sobre a Igreja usando o cesaropapismo em seu extremo (Cesar- o chefe de Estado torna-se o chefe supremo da religião- o Papa). Um dos vários cargos que o imperador tinha era o de Pontífex Maximus – máxima autoridade religiosa do império, com esse poder o imperador sancionava decretos, convocava os tribunais eclesiásticos determinando sua competência, cuidava da exata aplicação das leis canônicas, controlava os bens da Igreja e nomeava os titulares dos ofícios eclesiásticos, conforme este trecho da carta do bispo Ósio de Córdoba ao imperador Constantino: “Recorda-te que és mortal. Teme o dia do juízo e conserva-te puro para ele. A ti Deus deu o Império; a nos confiou a Igreja. E assim como o que te roubasse o Império

Relacionados

  • Igreja e cultura medieval Feudalismo
    7500 palavras | 31 páginas
  • Cap 23. POLITICA NORMATIVA
    1854 palavras | 8 páginas
  • Humanismo e Renascimento
    1894 palavras | 8 páginas
  • Educacao e Filosofia antiga
    2913 palavras | 12 páginas
  • Instituiçoes politicas medievais
    5818 palavras | 24 páginas
  • Filosofia Medieval
    7428 palavras | 30 páginas
  • Idade media
    8854 palavras | 36 páginas
  • História da Europa Medieval relatada no livro didático do ensino médio
    2682 palavras | 11 páginas
  • Sociologia- Antecedentes Históricos
    1235 palavras | 5 páginas