O poder da metáfora

2974 palavras 12 páginas
RESUMO

O trabalho apresenta uma reflexão sobre o artigo de opinião “O Poder da metáfora” de Hélio Schwartsman – Folha de S. Paulo,de 14 março de 2012.Neste trabalho pretende-se analisar um artigo que trata da questão da aprovação do aborto de fetos anencéfalos pelo Senado Federal por ser um tema polêmico que abrange questões do âmbito Linguístico, Jurídico e Religioso. Para o desenvolvimento deste trabalho, recorre-se aos fundamentos da Pragmática e da Análise Crítica do Discurso traçando os parâmetros empregados pelo enunciador/articulista estabelecendo um acordo entre escritor/leitor, construindo, assim, a crença na informação, bem como a produção dos efeitos de sentido usados pelo enunciador. Serão consideradas questões como
…exibir mais conteúdo…
Considerando que o jornal é um meio em que se manifestam os efeitos de sentido produzidos na construção do discurso, e que envolve a relação enunciador – enunciatário, observa-se a existência de um contrato específico, amparado na credibilidade,estabelecido entre o jornalista e seu público, e entre ele e suas fontes.Se como afirma Bakhtin (1993), toda linguagem é dialógica,esse dialogismo também se manifesta no discurso jornalístico, ao se considerar que existe um permanente diálogo entre os diferentes discursos que permeiam uma comunidade,uma sociedade e uma cultura. Deve-se considerar também as relações que se estabelecem entre o eu e o outro, nos processos discursivos instaurados historicamente pelos sujeitos, os quais também instauram-se e são instaurados por esses discursos, segundo Brait (2005,p98); ou seja , o discurso não existe por si mesmo, mas apenas em um espaço entre os sujeitos.
Dessa forma, observa-se que, se o discurso depende dos sujeitos para existir, ele é produzido por esses sujeitos – não apenas pelo autor da fala (ou enunciador), mas também pelo sujeito que lê(enunciatário).Observa-se que o texto jornalístico envolve as questões de intencionalidade e de aceitabilidade,apontadas pela Linguística Textual como fatores de textualidade,sendo que compete ao jornalista o papel de produtor de um discurso dotado

Relacionados

  • MCO 04 METAFORAS MORGAN CEREBRO E SISTEMAS POLITICOS
    3131 palavras | 13 páginas
  • Resumo figura retóricas
    1172 palavras | 5 páginas
  • Cultura e mudança organizacional: em busca da compreensão sobre o dilema das organizações
    4167 palavras | 17 páginas
  • Imagens da organização
    4023 palavras | 17 páginas
  • Metáfora na literatura
    5768 palavras | 24 páginas
  • analise de metaforas em propagandas
    2750 palavras | 11 páginas
  • Comportamento organizacional
    2797 palavras | 12 páginas
  • Analise do documentário falcão meninos do trafico
    1555 palavras | 7 páginas
  • Evolução da cultura organizacional - empresa telemig
    3176 palavras | 13 páginas
  • Posto e pressuposto na propaganda publicitária
    1796 palavras | 8 páginas