OBJETIVOS DA TECNOLOGIA DE ALIMENTOS Hollywood

3606 palavras

O primeiro objetivo da Tecnologia de Alimentos, que se destaca sobre os demais, e buscar a plena garantia de apresentar ao consumidor, produtos nutritivos, com características sensoriais melhoradas e de grande tempo de vida útil, garantindo o abastecimento de alimentos nutritivos e saudáveis para o homem, que, como animal heterótrofo, necessita suprir suas necessidades energéticas e plásticas mediante o consumo de diversos produtos procedentes dos reinos animal, vegetal e mineral. Portanto, a Tecnologia de Alimentos e, antes de qualquer outra premissa, uma tecnologia de conservação dos alimentos, já que os produtos procedentes dos reinos animal e vegetal são altamente perecíveis, cuja vida útil e extremamente curta. Mas, e fundamental ao homem alimentar-se diariamente, e vários dos alimentos que consome são produzidos sazonalmente e, com frequência, em pontos muito distantes dos locais de consumo. Como oabastecimento regular dos alimentos requer seu armazenamento e transporte, operações que demandam certo tempo, durante o qual os alimentos ficam expostos à ação deletéria de todo tipo de agentes alteradores de suas características naturais, e necessário evitar a ação desses agentes. Assim, o objetivo primordial da Tecnologia de Alimentos e controlar tais agentes, transformando a matéria-prima perecível em produto estável, que seja facilmente transportado e conservado durante um determinado tempo, aumentando a vida útil dos alimentos e possibilitando seu armazenamento e transporte aos locais de consumo em estado nutritivo e saudável. Alem desse objetivo principal, a Tecnologia de Alimentos tem outros objetivos importantes. Isto porque, para que o alimento seja aceito pelo ser humano, não basta que ele supra suas necessidades, mas também e fundamental que seja apreciado, apresente variedades, diversidades e inovações para não levar a monotonia alimentar, e sem causar rejeição, com possibilidades de escolha. Este e outro objetivo da Tecnologia de Alimentos, ou seja, a diversificação dos produtos, visando satisfazer essa necessidade psicológica do homem, provavelmente herdada na época em que só utilizava seus sentidos para distinguir entre os alimentos benéficos e os nocivos, e para prover-se de dieta completa mediante alimentação variada (HAWTHORN, 1983).