OCIO CRIATIVO

1833 palavras 8 páginas
COLEGIADO DE DIREITO
“Teoria de Empresa e Direito Societário”
ALUNO
Fábia Lílian Almeida Fontes
TURMA
Cal. “B)

FICHAMENTO

“Ócio Criativo”

PARIPIRANGA/2014-2

1. CREDENCIAIS DO AUTOR
Domenico De Masi é um sociólogo italiano contemporâneo, famoso pelo seu conceito de "Ócio Criativo" segundo o qual o ócio, longe de ser negativo, é um fator que estimula a criatividade pessoal. Nasceu em Rotello, na província de Campobasso, no sul da Itália, no dia 1 de fevereiro de 1938. Residiu em 3 cidades italianas: Nápoles, Milão e Roma. Aos dezenove anos, já escrevia, para a revista Nord e Sud, artigos de sociologia urbana e do trabalho. Aos 22 anos, lecionava na Universidade de Nápoles. Mais recentemente, assumiu o posto de professor de sociologia do trabalho na Universidade de Roma "La Sapienza".

2. RESUMO DA OBRA Domenico De Masi, nesta entrevista que deu margem a obra “Ócio Criativo” afirma que vivemos em uma sociedade, denominada por ele pós-industrial, onde o homem é apenas um mero elemento de produção. Segundo o autor, não há distribuição igualitária do poder e do trabalho e uma verdadeira obsessão consumista faz do homem um autômato sem tempo para desenvolver-se como um todo. Ao verificar que trabalhamos hoje, da mesma forma como se fazia muito antes do surgimento da indústria e de que nossas horas de lazer são mais uma compensação pelas horas

Relacionados

  • Ocio Criativo
    1515 palavras | 7 páginas
  • Pós-Revolução Industrial
    317 palavras | 2 páginas
  • Definição de lazer
    5716 palavras | 23 páginas
  • Alienação e Consumo
    4493 palavras | 19 páginas
  • Tcc economia criativa e sustentabilidade
    5179 palavras | 21 páginas
  • Trabalho e lazer: equilibrio e interaçao
    2812 palavras | 12 páginas
  • tempo livre industrializado
    3549 palavras | 15 páginas
  • Os 9 pecados no trabalho, da ganância à preguiça
    4053 palavras | 17 páginas
  • O futuro do trabalho:Fadiga e Ócio na sociedade pós - industrial Resumo do Capítulo onze
    1876 palavras | 8 páginas
  • Resenha crítica sobre princípios da administração científica
    817 palavras | 4 páginas