Olfato e paladar de cães

3299 palavras 14 páginas
Fisiologia do Olfato e Paladar em Cães e Gatos

Introdução: Acredita-se que informações essenciais à sobrevivência como comida, predador e parceiro sexual devem ter sido os sinalizadores químicos mais primitivos. Mesmo com a evolução das espécies nos mais variados ambientes, o sentido químico dos animais foi conservado e surgiram formas adicionais da análise da informação química. Além de mediar o sentido olfatório, os receptores químicos proporcionam o sentido da gustação. As informações gustativas e as olfativas são integradas no cérebro juntamente com sensação de textura e temperatura dos alimentos nos proporcionando a impressão final dos alimentos.

1. Olfato

1.1 Introdução: O olfato é o sentido mais
…exibir mais conteúdo…
1.3.1 Sistema Olfatório Principal: ▪ Receptores Olfativos Os receptores olfativos são químiorrecetores localizados na membrana da mucosa olfativa cuja pigmentação é amarelada. No epitélio olfativo estão presentes células de sustentação semelhantes a gliócitos que ajudam a produzir muco. Os receptores olfativos são renováveis e estão num ciclo contínuo de renovação (a cada 4-8 semanas). Os químiorrecetores são neurônios do tipo bipolar que possuem um dendrito espesso e curto com as terminações nervosas em forma de bastonete. Os prolongamentos axônicos amielinícos são as próprias fibras aferentes de primeira ordem (nervo olfativo) que se projetam diretamente no bulbo olfativo, atravessando a lâmina crivosa do osso etmóide. As células sensoriais são ciliadas e estão mergulhados na superfície mucosa. (Nishida, 2007).
[pic]

[pic] ▪ Mecanismo de Transdução Sensorial: As substâncias químicas voláteis (aromatizantes ou odorantes) presentes no ar inspirado aderem-se ao muco e se ligam a sítios específicos da membrana ciliada em moléculas receptoras específicas. O acoplamento induz, alterações de condutância iônica usando o sistema de 2o. Mensageiro: cAMP ou do IP2. O muco olfativo contribui com a mediação do sentido olfativo, produzindo moléculas protéicas que se ligam aos odorantes (OBP), concentrando-os e transferindo para os sítios receptores específicos de ligação. A

Relacionados

  • Cinco sentidos dos animais
    3935 palavras | 16 páginas
  • Olfato
    2154 palavras | 9 páginas
  • Fichamento do De anima
    5029 palavras | 21 páginas
  • Processos sensoriais
    1801 palavras | 8 páginas
  • MAUS TRATOS CONTRA ANIMAIS
    4119 palavras | 17 páginas
  • Gastronomia Italia Central
    4260 palavras | 17 páginas
  • acidos carboxilicos
    2429 palavras | 10 páginas
  • Manual da merendeira
    3343 palavras | 14 páginas
  • Vírus
    9569 palavras | 39 páginas
  • Produção trufas em Portugal
    11097 palavras | 45 páginas