Ondas do mar de vigo

948 palavras 4 páginas
" Ondas do mar de Vigo"

O poema intitulado "Ondas do mar de Vigo" foi escrito por Martim Codax . Este poema é considerado como uma cantiga de amigo. Essa cantiga tem as suas origens na Península Ibérica no século XIII e é mais justamente chamada poesia lírica trovadoresca galego-portuguesa. Apesar do autor ser um homem, nas cantigas de amigo são as mulheres que falam. A cantiga de amigo de Codax mete em relevo as outras principais características da poesia trovadoresca : a mulher é uma moça solteira chamada de donzela. A donzela vem do povo, é simples, por vezes ingénua mas enamorada. Dá ao namorado o nome de " amigo", e confia a sua situação amorosa ao mar. A Natureza torna-se a " confidente " da moça. Como é que a cantiga de amigo
…exibir mais conteúdo…
Analisando de mais perto as rimas, constatamos que as rimas são rimas toantes ( ou seja rimas limitadas à repetição de vogais a partir da sílaba tónica) : " Vigo / amigo " v1 e 2, " levado / amado " v 5 e 6 , " amigo / sospiro " v7 e 8 , e " amado / coidado " v 10 e 11 , esse tipo de rimas insiste sobre a angústia da donzela. Ela está a queixar-se, e ouve-se através destas rimas as lamúrias da rapariga.
A poesia baseia-se numa técnica frequentemente utilizada neste época trovadoresca chamada de paralelística perfeita. Nesta cantiga, os vários elementos versificatórios como as pausas, o ritmo e as rimas estão dependentes de um jogo de simetrias, em que domina a repetição. De facto, cada estrofe compõe-se por um dístico e um refrão e cada estrofe forma com a segunda estrofe um par. Portanto nesta cantiga temos dois pares. Para que essa paraleslística perfeita possa existir um último elemento é preciso, o " leixa pren". Ou seja, o segundo par pelo processo do " leixa pren" repete o verso cantado no primeiro par. Por exemplo, o segundo verso da copla 1 é o primeiro verso da copla 3. O segundo verso da copla 2 é o primeiro verso da copla 4. Esse efeito de " toma e deixa " leva-nos pensar no movimento do mar, o vá-e-vem infinito e que provoca então

Relacionados

  • Cantigas Medievais
    1408 palavras | 6 páginas
  • Trovadorismo
    1151 palavras | 5 páginas
  • Avaliação sobre Trovadorismo
    1256 palavras | 5 páginas
  • Filosofando
    8994 palavras | 37 páginas
  • Leia o texto abaixo para responder às questões de 01 a 05. entrou pelo cano 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 quando a gente pensa que não tem mais nada para se inventar, você liga a tv no meio da
    10896 palavras | 44 páginas
  • Análise da ética na esfera pública, política e privada
    9501 palavras | 39 páginas