Os riscos da automedicação

2526 palavras 11 páginas
E. E. ANTONIO FLORENTINO

JONAS DA SILVA BENEVIDES

AUTOMEDICAÇÃO

ITAPECERICA DA SERRA/ SP 2011
E. E. ANTONIO FLORENTINO

JONAS DA SILVA BENEVIDES

AUTOMEDICAÇÃO

Projeto de pesquisa apresentado como requisito parcial para elaboração do trabalho de conclusão do 3° ano do Ensino Médio. Orientador (a): Ana Cristina.

ITAPECERICA DA SERRA/ SP
2011
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 4
2 DEFINIÇÃO DE AUTOMEDICAÇÃO. 5 2.1O QUE É? 5 2.2 A PRESENÇA DOS MEDICAMENTOS NA VIDA DAS PESSOAS. 5 2.3 MOTIVAÇÃO PARA A AUTOMEDICAÇÃO. 6 2.4 O CONSUMIDOR (DOENTE). 7 2.5 O PRESCRITOR (MÉDICO). 7
3 A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA 9 3.1 HISTÓRIA DA PROPAGANDA DE MEDICAMENTOS. 9 3.2 O PODER DE INFLUÊNCIA DA PUBLICIDADE 11 3.3
…exibir mais conteúdo…

Suas fórmulas foram modificadas e eles continuam no mercado, mas produtos como estes, sempre estiveram presentes nas “farmacinhas” de praticamente todas as residências. São medicamentos tradicionais e o hábito de utilizá-los tem acompanhado gerações, sendo passado de pais para filhos. Não bastasse a tradição que é transmitida pela família, existe, como dissemos, a publicidade que tem forte poder de persuasão e influência na compra destes produtos. Por este motivo, a prática publicitária é regulamentada, a fim de proteger o indivíduo nas relações de consumo e principalmente no que diz respeito à sua saúde.

MOTIVAÇÃO PARA A AUTOMEDICAÇÃO. A prática da automedicação é sustentada por diversos pilares que, embora de forma não equitativa, exercem influência, isto é motivam o doente ao consumo de medicamentos sem prescrição médica.
É importante fazer uma reflexão sobre as perspectivas do consumidor (doente), do prescritor (médico), do vendedor (farmácia), do fabricante (indústria farmacêutica) e, finalmente, analisar a óptica da publicidade.

O CONSUMIDOR (DOENTE).
Preconiza-se a idéia de que o consumo de medicamentos por automedicação é mais elevado em famílias cujos rendimentos são escassos. Este argumento, embora válido, não explica a frequência do fenômeno, uma vez que a automedicação ocorre também nas camadas mais privilegiadas, as quais dispõem dos mais variados serviços médicos.
De fato, ao consumidor é imputada a responsabilidade de cuidar da sua

Relacionados