Os sofistas

863 palavras 4 páginas
Introdução
Os sofistas foram os primeiros filósofos do período socrático. Eles se opunham à filosofia pré-socrática dizendo que estes ensinavam coisas contraditórias e repletas de erros que não apresentavam utilidade nas pólis (cidades). Dessa forma, substituíram a natureza, que antes era o principal objeto de reflexão, pela arte da persuasão.

Conceito
O termo grego sofista designa homem hábil ou sábio em qualquer assunto, significa 'mestre da sabedoria '. Eram professores que ensinavam por todas as partes da Grécia. Numa época em que a democracia grega exigia a confrontação pública dos cidadãos para resolverem os seus problemas comerciais e jurídicos, os sofistas ensinavam, em troca de uma remuneração, a persuasão e a retórica.
A
…exibir mais conteúdo…
Em matéria de crença religiosa, devemos ser indiferentes, isto é, tanto faz acatar estes ou aqueles deuses. Alguns sofistas foram acusados, em consequência desta postura, de ateísmo.
• Convencionalismo jurídico – Acentuam a contraposição entre lei e natureza (nómos –phýsis). Não existem leis imutáveis, já que não possuem qualquer fundamento na natureza e nem foram estabelecida pelos deuses, mas são simples convenções dos homens para poderem viver em sociedade;
Filósofos

Relacionados

  • Os sofistas
    2206 palavras | 9 páginas
  • Os sofistas
    996 palavras | 5 páginas
  • Sócrates e os sofistas
    1428 palavras | 6 páginas
  • Os pré-socráticos e os sofistas
    1242 palavras | 5 páginas
  • Os sofistas, socrates e platão
    1292 palavras | 6 páginas
  • Os sofistas protágoras e górgias
    830 palavras | 4 páginas
  • A explicação mítica, os pressocráticos - físicos e sofista
    2921 palavras | 12 páginas
  • O PENSAMENTO CLÁSSICO: Os sofistas, Sócrates e Platão. 
    3783 palavras | 16 páginas
  • À luz dos pensadores sofistas, Sócrates, Platão e Aristóteles quais os desafios para a educação hoje?
    3059 palavras | 13 páginas