Ostomia

2856 palavras 12 páginas
Introdução
A cirurgia para formação de uma ostomia não é um conceito novo. Observou que a penetração do intestino delgado numa ferida na parede abdominal não deixava “nada que se pudesse fazer”; contudo, “o intestino grosso podia ser suturado, e a cicatrização sob a forma de uma fístula ficaria no seu lugar.”
O primeiro paciente que teve uma ostomia cirurgicamente criada foi Margaret White; em 1756, o seu cirurgião William Cheselden realizou uma colostomia transversa devido a uma hérnia estrangulada.
O sucesso dos cirurgiões na criação de colostomias surgiu na metade do séc. XIX até aos inícios do séc. XX. A cirurgia para a formação de uma ileostomia só foi desenvolvida muito tempo depois.

* Definição
Uma ostomia é uma
…exibir mais conteúdo…
A avaliação e gestão da ostomia e das complicações periostomais durante o período pós-operatório precoce são fundamentais para uma adaptação bem sucedida a uma nova situação.
Vários factores pré-operatórios e intra-operatórios podem contribuir para a ocorrência de complicações precoces pós-operatórias: o mau posicionamento da ostomia pode levar no pós-operatório a uma inevitável morbilidade, incluindo dor, inadaptação do sistema, irritação da pele periostomal, e perturbação da saúde psicológica; a cirurgia emergente frequentemente obriga a colocação de uma ostomia numa localização atípica, muitas vezes sem o benefício da cuidadosa marcação do local da ostomia sob a orientação de um enfermeiro estomoterapeuta; agressões cirúrgicas podem levar a desequilíbrios hidro-electrolíticos e a uma resposta inflamatória sistémica, que, em casos extremos, podem evoluir para uma insuficiência multi-orgânica, mesmo com uma intervenção adequada; factores técnicos também afectam o risco de complicações pós-operatóriasimediatas. Por exemplo, a habilidade do cirurgião para mobilizar e traccionar o intestino através daparede abdominal influencia a maturação da ostomia.
Outros factores que influenciam o risco de complicações pós-operatórias incluem hipertensão intra-abdominal, a dependência de esteróides, e a malnutrição.
As principais complicações precoces são: edema, que habitualmente desaparece ao fim de 2 a 3 semanas; hemorragia

Relacionados

  • Ostomias
    1379 palavras | 6 páginas
  • A importancia da consulta de enfermagem no pre e pos operatorio
    3187 palavras | 13 páginas
  • Cirurgia gastrointestinal
    2074 palavras | 9 páginas
  • Insuficiencia renal cronica
    1000 palavras | 4 páginas
  • Assitenca de enfermagem ao paciente ostomizado
    1410 palavras | 6 páginas
  • Sonda nasogastrica
    6598 palavras | 27 páginas
  • Hepatectomia, Pancrectomia, Colecistectomia- Cuidados pré e pós operatórios
    2276 palavras | 10 páginas
  • Cuidados trans-operatórios em todos os tipos de cirurgias
    9030 palavras | 37 páginas
  • Cuidados de Enfermagem no pré ,trans e pós operatorio
    1222 palavras | 5 páginas
  • COBERTURA DE FERIDAS
    1166 palavras | 5 páginas