Para quê, para quem, como?: alguns desafios do cotidiano da pesquisa em serviço social

1668 palavras 7 páginas
MORAES, Carlos; JUCÁ, Denise; SANTOS, Katarine. Para quê, para quem, como?: alguns desafios do cotidiano da pesquisa em serviço social. São Paulo: Serv. Soc. Soc. n 103, 2010. p. 433-452.

FICHAMENTO

QUESTÕES INTRODUTÓRIAS:
Os autores utilizam-se de fontes secundárias colhidas por meio de livros (de outros autores), e depoimentos de profissionais, e se inicia com algumas indagações sobre o fazer cotidiano do Assistente Social – Para quê, para quem, como? Pesquisamos (p.433).
Discute-se nesse texto como o fazer profissional é importante, e apresenta algumas ferramentas que podem auxiliar e serem usadas no dia-a-dia do profissional, bem como fala sobre as estratégias usadas quando da intervenção social (p.433).
Os autores começam falando que no ambiente dos Assistentes Sociais se discute uma forma de se realizar pesquisa. Todavia, nem sempre se alcança isso na prática propriamente dita (p.434).
Relatam que são vários os motivos que servem de justificativa para não se realizar uma pesquisa com qualidade, tais como falta de pessoal, sobrecarga de atribuições, ao profissional, e falta de recursos (p. 434).
Aliado a isto surgiu outra questão: como associar a prática da investigação a um mundo de regras tidas como sofisticadas, onde se destacaram falas que os autores classificaram como equivocadas, de que pesquisa(s) só se faz no âmbito da universidade, que seria uma coisa para “intelectual”, contrapondo-se aos que estão de maneira direta ligados à realidade social (p.

Relacionados

  • Pedagogo e o trabalho desenvolvido na associação de pais e amigos dos excepcionais (apae)
    4398 palavras | 18 páginas
  • Serviço social e a inclusão escolar
    2233 palavras | 9 páginas
  • A intervenção do psicologo em contextos de educação
    7998 palavras | 32 páginas
  • portfolio
    854 palavras | 4 páginas
  • Estrategias, instrumentos e tecnicas da ação profissional
    2911 palavras | 12 páginas
  • FHTM Serviço Social III
    6758 palavras | 28 páginas
  • Eja-inclusão social e resgate da cidadania
    2456 palavras | 10 páginas
  • O coordenador pedagógico e a violência nas escolas
    7181 palavras | 29 páginas
  • Fichamento Analítico
    1988 palavras | 9 páginas