Parafrase e parodia

1329 palavras 6 páginas
INTERTEXTUALIDADE: paráfrase e paródia

BARROSO, Ary. Aquarela do Brasil: Rio de janeiro, 1939.

Brasil
Meu Brasil Brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te
Nos meus versos
Ô Brasil, samba que dá
Bamboleio, que faz gingar
Ô Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim
Ô abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil, Brasil
Deixa
Cantar de novo o trovador
A merencória luz da lua
Toda canção do meu amor
Quero
Ver a Sá Dona caminhando
Pelos salões arrastando
O seu vestido rendado
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim
Brasil
Terra boa e gostosa
Da morena sestrosa
De olhar indiferente
Ô Brasil, verde que dá
Para o mundo admirá
Ô Brasil, do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim
Ô, esse coqueiro que dá coco
Oi onde eu amarro a minha rede
Nas noites claras de luar
Brasil, Brasil
Ô oi estas fontes murmurantes
Oi onde eu mato a minha sede
E aonde a lua vem brincar
Ô, esse Brasil
Lindo e trigueiro

É o meu Brasil Brasileiro
Terra de samba e pandeiro
Brasil, Brasil
Prá mim, prá mim
Análise

Aquarela do Brasil

O Brasil vivia sob a ditadura em 1937. Tempos de repressão e censura! O Departamento de Imprensa e Propaganda - DIP- estava de olhos e ouvidos atentos a qualquer letra de musica que surgia, pois estavam cansados das convencionais letras de histórias de bebida, dinheiro e até mesmo de amores fracassados que naquela época

Relacionados

  • As múltiplas influências do romantismo português e as paródias brasileiras da canção do exílio de Gonçalves Dias
    3448 palavras | 14 páginas
  • Parafrase Machado de Assis
    355 palavras | 2 páginas
  • Parodia- Reciclando- Anita
    293 palavras | 2 páginas
  • Plano de aula - Paródia
    1095 palavras | 5 páginas
  • Parodia de Contos de Fadas
    1348 palavras | 6 páginas
  • E agora josé
    1000 palavras | 5 páginas
  • Paródia do livro Cindagorda
    904 palavras | 4 páginas
  • Citações e paráfrases
    1364 palavras | 6 páginas
  • Parodia
    890 palavras | 4 páginas