Passagens da antiguidade ao feudalismo (perry anderson)

1526 palavras 7 páginas
PASSAGENS DA ANTIGUIDADE AO FEUDALISMO (Perry Anderson)

“As invasões não foram casuais ou o azar de Roma. Roma provocou as invasões.”

Perry Anderson sugere que o contato com o elemento romano alterou significativamente o cenário germânico, provocando uma desintegração dos modos comunitários, característicos das sociedades primitivas. Antes do contato com os romanos, o mundo germânico era formado por clãs guerreiros que, em época de paz, cultivavam a terra em um modelo de produção comunal, onde porções de terra eram distribuídas aos grupos familiares, mas o produto do trabalho era compartilhado. Assim, entre esses clãs matrilineares, os chefes só eram necessários em tempo de guerra, a estrutura social era bem rudimentar e a
…exibir mais conteúdo…
Mas, em muitos casos, as estruturas jurídicas e políticas latinas foram deixadas intactas nos reinos primitivos. Modelos germânicos foram apenas acrescentados. Quanto ao aspecto ideológico, houve a assimilação do cristianismo em um processo remodelador porque os bárbaros não aceitaram simplesmente o catolicismo romano; preferiram certo distanciamento, criando uma identidade religiosa através do arianismo. Mas, essas Igrejas paralelas tiveram uma coexistência pacífica, exceto no caso dos vândalos. Porém, o arianismo germânico não era fortuito, nem agressivo; era uma insígnia de separação dentro de certa unidade aceita. Qual seria, pois, o impacto dessa primeira onda de invasões? Os germanos queriam construir aquilo que estavam cientes de terem destruído; por isso, a modificação da estrutura social e cultural de Roma foi limitada. A escravidão agrária foi preservada e também o colonato. As cidades conheceram o declínio, mas, o campo firmou-se como uma realidade mais ou menos intacta. Na verdade, o limite da penetração bárbara foi a fronteira linguística, que não conheceu nenhuma alteração. Com isso, queremos dizer que o ocidente romano não foi germanizado pelos conquistadores iniciais. Também o tempo de vida desses Estados germanos não foi muito longo, logo chegaram os francos, bizantinos e islâmicos. Já, a segunda grande migração gerou o feudalismo. Dessa vez, os povos

Relacionados

  • O processo evolutivo das bibliotecas da antiguidade ao renascimento
    4920 palavras | 20 páginas
  • Resenha do livro estados absolutista de perry anderson
    905 palavras | 4 páginas
  • Do império romano ao feudalismo em inglaterra
    1458 palavras | 6 páginas
  • Resenha balanço do neoliberalismo perry anderson
    1215 palavras | 5 páginas
  • Fichamento - Passagens da Antiguidade ao Feudalismo - Perry Anderson
    1812 palavras | 8 páginas
  • Anderson, perry. linhagens do estado absolutista. capítulo 1 – o estado absolutista no ocidente
    389 palavras | 2 páginas
  • Perry Anderson
    1814 palavras | 8 páginas
  • Evolução das artes visuais i
    2323 palavras | 10 páginas
  • As linhagens do estado absolutista - perry anderson
    813 palavras | 4 páginas