Percepção e uso do espaço em arquitetura

7357 palavras 30 páginas
. l  l  , º  l -

 

17

Percepção e uso do espaço em Arquitetura e Urbanismo: um ensaio no Ambiente Construído raquel cristina laki* alexandre emilio lipai**

“É um lugar para se experimentar. Arquitetura é uma experiência que deve provocar emoção”
(Massimiliano Fuksas)
Resumo l A pesquisa propõe-se a investigar como as pessoas percebem e interagem com os elementos arquitetônicos ao utilizarem ambientes projetados por arquitetos e urbanistas. Este projeto é parte integrante do Grupo de Pesquisa “Níveis de percepção e uso do espaço em Arquitetura e Urbanismo”, coordenado pelo orientador. Com base no estudo teórico das relações interdisciplinares entre os Fundamentos da
Arquitetura com
…exibir mais conteúdo…
Entendendo essa profissão como o processo do pensar que planeja o espaço construído, Hertzberger (1999) apresenta o principal instrumento do arquiteto: tudo o que é absorvido e registrado pela nossa mente soma-se à coleção de idéias armazenadas na memória: uma espécie de biblioteca que se pode consultar toda vez que surge um problema.
Prosseguindo na consolidação de conceitos que definem o significado de projetar em arquitetura,
Kahn (1964) fala sobre partido e estética. Revela que “a primeira linha no papel é sempre menos”, referindo-se ao trabalho dos arquitetos. Segundo ele, a imaginação do profissional, na qual tudo é possível, quando desenhada restringe-se por traços, medidas, programa, custo, entre muitos outros fatores mensuráveis.
Por isso, Louis I. Kahn agrega o que é mensurável (físico) ao que define como incomensurável, ou seja, o desejo (do cliente e do arquiteto).
O princípio do criar está, então, na psique. E a Existência-Vontade, definida pelo arquiteto como a filosofia do espaço ou ainda por aquilo que o espaço deseja ser, é a parte mensurável do criar, quando a arquitetura inicia seu processo de materialização. Um espaço arquitetônico precisa revelar em si mesmo o testemunho de sua criação. Precisa começar na imaginação e no sonho do

Relacionados

  • Cores na arquitetura
    973 palavras | 4 páginas
  • Luz Natural e Projetos de Arquitetura Residencial: Diretrizes projetuais para a utilização da iluminação natural
    7012 palavras | 29 páginas
  • PETER EISENMAN - Releitura de Rafael Moneo no livro "Inquietação teórica e estratégia projetual"
    882 palavras | 4 páginas
  • Iluminação e arquitetura (resumo)
    1444 palavras | 6 páginas
  • Bares e restaurantes
    1959 palavras | 8 páginas
  • Fichamento Origens Culturais Da Arquitetura Amos Rapoport
    963 palavras | 4 páginas
  • Paisagem Urbana
    2256 palavras | 10 páginas
  • Fichamento Bruno Zevi
    1299 palavras | 6 páginas