Perspectivas e desafios para o jovem arquiteto no brasil qual o papel da profissão? - joão sette whitaker ferreira

2018 palavras 9 páginas
Urbanismo B – 2º semestre 2012
Mariana Farinaccio Lotrario - RA: 12024196
FICHAMENTO 01
Perspectivas e desafios para o jovem arquiteto no Brasil
Qual o papel da profissão?
João Sette Whitaker Ferreira
A reportagem da revista AU, estimula uma reflexão sobre a lógica do que se considera em relação aos arquitetos de hoje. A questão é que a brilhante produção de alguns escritórios não deve ser o único aspecto que representa o “sucesso” na profissão.
A frase diz tudo o que se quer discutir no artigo: “a arquitetura brasileira é fenomenal, mas aparece para nós como uma arquitetura apenas de casas chiques, e quando não, de prédios habitacionais e comerciais de luxo”. A grande fama de grandes nomes da arquitetura mundial, formam uma espécie
…exibir mais conteúdo…
A chegada da modernidade em cidades médias e pequenas é fácil de enxergar, como crescimento de prédios de pobre arquitetura pouco adequada às nossas tradições. Ao mesmo tempo cidades do porte de Joinville ou Guarulhos tem menos de 20% de cobertura de esgoto, predominando a impermeabilização do solo e a canalização dos córregos. Assim, apesar do esforço de cada vez mais gente, a arquitetura menos prezada pelo mercado tem visíveis dificuldades em impor um novo padrão qualitativo de reflexão sobre o urbano. O aquecimento da produção destinadas a classe média não foi espontânea, mas sim feitas no processo de transformações econômicas recentes, nas quais em regra os arquitetos não se implicaram muito, enquanto na categoria teriam que ter opiniões sobre o assunto.
O mercado imobiliário brasileiro iniciou pela primeira vez um movimento para ampliação da produção para faixas de renda intermediaria, já que a sua tradicional faixa de atuação se torna pequena para tanto crédito disponível. Também em 2009 foi lançado um programa inédito de financiamento habitacional “Minha Casa Minha Vida” pelo governo federal no objetivo de construir um milhão de casas, atendendo principalmente o mercado popular.
Com um volume significativo de produção atual pode se dizer que não havia movimentação na construção civil no pais há anos, segundo alguns dados disponíveis já são mais de 150 mil unidades habitacionais construídas. Esse programa dá às construções um papel central,

Relacionados