. Pintura Modernista in: Clement Greenberg e o debate crítico.

1509 palavras 7 páginas
Hist e Teorias da Arte Contemporânea
GREENBERG, Clement. Pintura Modernista in: Clement Greenberg e o debate crítico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997. Pg:.101 a 109.
Fichamento
Resumo:
O texto discute sobre a pintura modernista e seu desenvolvimento ao passar dos tempos, Greenberg diz que o movimento modernista em si não se limitava apenas a arte e a literatura, ele abrange em sua totalidade quase tudo que vive em nosso âmbito cultural. O modernismo encontrou sua intensificação com a tendência da autocrítica, iniciada pelo filosofo Kant, que teve importancia por ter sido o primeiro a criticar os próprios meios da critica, assim sendo considerado o primeiro dos modernistas.
A autocrítica do modernismo tem origem na critica do
…exibir mais conteúdo…
A pintura modernista mostra precisamente por sua resistência ao escultural, o quanto permanece firmemente atada à tradição, apesar de todas as aparências em contrario. Pois sua resistência ao escultural data de muito antes do modernismo. A pintura ocidental, em tudo que tem de naturalista, tem uma grande divida para com a escultura devido ao fato de que inicialmente foi a escultura que vem a demonstrar como sombrear e modelar para dar a ilusão de relevo, e ate mesmo como dispor essa ilusão numa ilusão complementar de espaço em profundidade. No entanto, parte dos maiores feitos da pintura ocidental se devem ao esforço que tem feito ao longo dos últimos quatro séculos para se libertar do escultural.
O modernismo, seguindo essa direção, torna a pintura mais consciente de si mesmo. Com Manet e os impressionistar, a questão deixou de ser definida em termos de cor versus desenho, e tornou-se uma questão de experiência puramente óptica contra a esperiência óptica revista ou modificada por associações táteis. Ela se estreita para depois novamente se afrouxar, e isto por sucessivas gerações de pintores modernistas, tudo como as normas de acabamento, texturas, valor da cor, são modificadas e revistas inumeras vezes. E enquanto os grandes mestres criavam suas ilusões de espaço e

Relacionados

  • Maquiavel, O Príncipe (resumo por capítulos, parecer crítico e glossário)
    8956 palavras | 36 páginas
  • Resumo do texto O Campo Ampliado da Arquitetura
    2106 palavras | 9 páginas
  • Direitos humanos e serviço social polêmicas, debates e embates.
    2012 palavras | 9 páginas
  • FAMÍLIAS E SERVIÇO SOCIAL – ALGUMAS REFLEXÕES PARA O DEBATE
    6496 palavras | 27 páginas
  • Resumo crítico sobre o livro o que é educação física?
    1177 palavras | 5 páginas
  • Gregori Warchavchik e a casa modernista.
    933 palavras | 4 páginas
  • Debate historiográfico - romanização e imperialismo - roma
    800 palavras | 4 páginas
  • a primeira gera o modernista brasilera
    553 palavras | 3 páginas