Pioneiras da enfermagem no Brasil

2443 palavras 10 páginas
Biografia das enfermeiras:
Edith Magalhães Fraenkel
Rachel Haddock Lobo
Lais M. Netto dos Reys

Edith Magalhães Fraenkel
Pioneira das pioneiras

A história dessa pioneira não causaria espanto se ocorre nos dias atuais, entretanto teve início no começo do século XX. Edith atuou nele, durante mais de sua metade, com um brilho e uma segurança difícil de encontrar entre as mulheres de então. Nessa época as mulheres eram tidas como cidadãs de segunda classe: poucas gozavam dos benefícios da educação, com a legislação que as limitava e com a Igreja restringindo seu espaço ao ambiente do lar. Nesse ambiente e naquele período, Edith Magalhães Fraenkel, indiferente ao que os outros pensavam, começa sua
…exibir mais conteúdo…

Ao assumir seu segundo mandato na Associação(1941-43), comunicou que recebera um convite do Governo do Estado de São Paulo, para organizar a Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP) .
Edith lutou para soerguer a revista Anais de Enfermagem que desde 1938 enfrentava dificuldades econômicas e , de 1941 e 1945 deixara de ser publicada. Em 1946, ela foi aclamada redatora chefe e, ocupando os cargos de presidente da ABED e Diretora da Escola de Enfermagem da USP, a revista passa a ser feita em São Paulo.
De redatora chefe, em 1947, ela passa a ocupar o posto de Diretora dos Anais de Enfermagem. Foi redatora chefe de 1948 a 1951 quando pede demissão em caráter revigorável. Em 1950 assume o terceiro mandato na presidência da ABED.
Edith permaneceu na direção da Escola de Enfermagem de São Paulo até 1955 quando. Prematuramente, se aposentou. A atuação demagógica do governador paulista foi a causa da Instituição perder essa grande líder.
Em 1965, a então presidente da ABEn, Circe de Melo Ribeiro, propôs que se fizesse um documento da história da entidade para apresentá-lo na comemoração de quadragésimo aniversário (1969). Esse histórico teria o mérito de mostrar para os atuais enfermeiros o papel desta Instituição, e ninguém melhor que Edith para fazê-lo.
Em 1968 ela entregou à diretoria o Histórico da Associação. Era um documento com 160 páginas, datilografadas, em 45 capítulos.

Relacionados

  • morfologia dos protozoarios
    2528 palavras | 11 páginas
  • Bases teóricas e históricas do cuidar
    6004 palavras | 25 páginas
  • historia da enfermagem
    2988 palavras | 12 páginas
  • Por dentro da História: o ensino de Administração em Enfermagem
    5074 palavras | 21 páginas
  • História "uniformes de enfermagem"
    2191 palavras | 9 páginas
  • Resumo Florence Nightingale
    1253 palavras | 5 páginas
  • Ergonomia hospitalar: a questão do serviço da enfermagem
    4076 palavras | 17 páginas
  • Diureticos
    3867 palavras | 16 páginas
  • Os precursores da administração:taylor,faiol e ford
    3487 palavras | 14 páginas
  • Sisprenatal
    9574 palavras | 39 páginas