Platão, aristoteles, locke e hobbes

5772 palavras 24 páginas
Platão
"Os males não cessarão para os humanos antes que a raça dos puros e autênticos filósofos chegue ao poder, ou antes, que os chefes das cidades, por uma divina graça, ponham-se a filosofar verdadeiramente." (Platão, Carta Sétima, 326b).
Esta afirmação de Platão deve ser compreendida com base na teoria do conhecimento, e lembrando que o conhecimento para Platão tem fins morais.
Todo o projecto político platónico foi traçado a partir da convicção de que a Cidade-Estado ideal deveria ser obrigatoriamente governada por alguém dotado de uma rigorosa formação filosófica.
O homem e a alma
O homem para Platão era dividido em corpo e alma. O corpo era a matéria e a alma era o imaterial e o divino que o homem possuía. Enquanto o corpo
…exibir mais conteúdo…
1. A Política Ideal e a Realidade Histórica
Platão estava convicto de que o Verdadeiro e o Bem contemplados devessem descer à realidade com o fim de torná-la melhor, devessem tornar-se politicamente efetiva.
Para ele, toda forma de política que pretenda ser autêntica deve ter em vista o bem do cidadão; mas, é preciso saber que o verdadeiro bem do homem é o Bem Espiritual. Enquanto o corpo é apenas seu casulo passageiro e fenomênico.
É nesta base que se diferencia a política verdadeira da falsa: a verdadeira política deve ter em vista o cuidado da alma (verdadeiro homem), enquanto a falsa tem em vista o corpo, o prazer do corpo e tudo que é relativo à dimensão "inautêntica do homem". E o meio para curar a alma não é senão a filosofia, e por conseqüência, a identificação com política e a filosofia. Isto no contexto platônico, de político e filósofo.
Esta concepção da dicotomia de corpo e alma se evidencia através de sua teoria do mundo das idéias, pois segundo ela o ideal perfeito esta num mundo inacessível, devido a limitação que matéria impõe, enquanto que neste mundo a imperfeito, somente serve de cárcere da alma. Desta maneira devemos buscar nos assemelhar ao máximo possível deste mundo de perfeição, que é mundo das idéias.
Esta ilustração serve a nós para entender o porque na concepção política de Platão o filósofo será o único em condições de administrar bem a cidade, pois mesmo que ele seja limitado pela

Relacionados

  • socrates, platao, john locke
    2015 palavras | 9 páginas
  • Dinamicas filosoficas
    2767 palavras | 12 páginas
  • Questionário ciência politica
    3797 palavras | 16 páginas
  • Empirismo : método e principais pensadores
    1720 palavras | 7 páginas
  • Filosofia
    2327 palavras | 10 páginas
  • Resumo da matéria de ciência política
    1970 palavras | 8 páginas
  • Pensamentos políticos de maquiavel, hobbes e locke
    4195 palavras | 17 páginas
  • Estado moderno e a sociedade civil nos clássicos da teoria política
    1952 palavras | 8 páginas
  • Filosofia Antiga - CONTEXTO HISTÓRICO, DATAS E SUBDIVISÕES DO PERÍODO
    671 palavras | 3 páginas