“Pobreza” uma visão a partir de amartya sen e josé de souza martins

956 palavras 4 páginas
“POBREZA”

UMA VISÃO A PARTIR DE AMARTYA SEN E JOSÉ DE SOUZA MARTINS

Catarina Marafiga da Rocha[1]

Partindo da análise do capítulo lV “Pobreza como privação das capacidades”de Amartya Sen e dos textos de José de Souza Martins,”Exclusão social e a nova desigualdade”, “A sociedade vista do abismo”e “Mercado e democracia: a relação perversa” pode-se fazer uma comparação com relação a “Pobreza” em ambas concepções. A pobreza para Amartya Sem, não é simplesmente a falta ou poucos rendimentos dos indivíduos, e sim a privação de suas potencialidades. Estando estas variações dependentes de outros fatores como: papéis sociais, idade, localização da moradia, entre outros. Sendo assim nem sempre indivíduos que vivem em países
…exibir mais conteúdo…
Desta maneira, a perspectiva da capacidade da análise da pobreza pretende melhorar o entendimento da natureza e das causas da pobreza e da privação ao desviar atenção dos meios para os fins que as pessoas tem razão para buscar e as liberdades de poder alcançar tais fins.

Martins considera que o conceito de exclusão (inconceituável, indevido, vago e indefinido)vindo a substituir a idéia sociológica de “processo de exclusão” atribuindo-se mecanicamente todos os problemas sociais e distorcendo a questão que pretende explicar. Assim talvez pudesse ser negada a existência da exclusão: o que existem são vítimas de processos sociais, políticos e econômicos excludentes. Quando concebida como um estado fixo fatal e incorrigível e não como expressão de contradição do desenvolvimento da sociedade capitalista, a exclusão cai sobre o destino dos pobres como uma condenação irremediável (1997, pp. 14-16)

Martins vê a pobreza além da mera pobreza do essencial à sobrevivência física da pessoa, um pobre abaixo da linha da miséria, mas também um pobre abaixo da participação nos destinos da sociedade. Na pobreza é preciso reconhecer

Relacionados