Poetas modernistas: biografia, poema e análise

941 palavras 4 páginas
Manuel Bandeira
Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho (1886-1968) é uma das figuras mais importantes da poesia brasileira e um dos iniciadores do Modernismo. Apesar de ser um poeta fabuloso, também foi ensaísta, cronista e tradutor. O próprio autor define sua poesia como a do "gosto humilde da tristeza". Grandes músicos de seu tempo como Heitor Villa-Lobos musicaram poemas seus.
Bandeira transcendeu o Modernismo. Desde jovem gostava da leitura, mas teve que abandonar a faculdade por ter contraído tuberculose. Passou a vida inteira com a doença, apesar das várias estadas em clínicas brasileiras e até na Suíça.
Ligou-se aos modernistas em 1921 e participou da Semana de Arte Moderna. Em 1940 tornou-se membro da ABL. Apesar de um começo
…exibir mais conteúdo…
E por achar tudo o que quer impossível, volta à realidade no final do poema: “Mas basta de lero-lero”, terminando com um ‘balanço negativo’ de sua vida: “Vida noves-fora zero”.

Guimarães Rosa

João Guimarães Rosa, nascido na cidade mineira de Cordisburgo, onde fez os primeiros estudos. Estudou ainda em Belo Horizonte e lá se formou em medicina. Na condição de médico cavaleiro clinicando no interior de Minas, aprendeu as características de comportamento do povo sertanejo, o que lhe permitiu um grande entrosamento profissional. Durante a revolução de 1932 foi médico voluntário da Força Pública Mineira, quando alcançou a patente de capitão. No ano de 1934 entrou para a carreira diplomática, atingindo o posto de ministro de primeira classe no final de sua vida.
Guimarães Rosa viveu duplamente, pois era escritor e diplomata. Em 1956 publicou sua maior obra, o romance Grande Sertão Veredas, em que descreve a vida de um jagunço. Um pouco antes de seu falecimento em 1967, elegeu-se para a Academia Brasileira de Letras. A importância de sua obra literária se faz notória, em razão da grande aceitação do público leitor que a procura não apenas nas livrarias, bem como nas bibliotecas escolares e públicas. De sua autoria constam ainda as seguintes obras; Magma; Sagarana; Corpo de Baile; Buriti; Primeiras Estórias; As Margens da Alegria e Tutaméia.

Grande Sertão Veredas (Fragmento)

"O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim:

Relacionados

  • Análise pós-modernista nos poemas de cecília meireles
    3032 palavras | 13 páginas
  • analise do poema Ismalia
    1162 palavras | 5 páginas
  • Biografia e características de escrita do poeta carlos drummond de andrade
    1598 palavras | 7 páginas
  • Analise do poema a flor e a nauseá
    975 palavras | 4 páginas
  • Poetas sul do brasil biografia
    836 palavras | 4 páginas
  • Análise de Poemas Camonianos
    4837 palavras | 20 páginas
  • Análise dos poemas siderações e inefável, de cruz e souza
    664 palavras | 3 páginas
  • Poemas de autores modernistas
    1409 palavras | 6 páginas
  • Análise de poemas e conto de Edgar Allan Poe
    2673 palavras | 11 páginas
  • ANALISE COMPLETA DO POEMA ISMALIA DE ALPHONSUS DE GUIMARAES
    2299 palavras | 10 páginas