Possíveis motivos que levam as pessoas a morarem na rua e estratégias de enfrentamento do estado brasileiro diante dessa situação

4282 palavras 18 páginas
FACULDADE SANTO AGOSTINHO
ÉRIKA JACIARA BEZERRA DE MELO

POSSÍVEIS MOTIVOS QUE LEVAM AS PESSOAS A MORAREM NA RUA E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO ESTADO BRASILEIRO DIANTE DESSASITUAÇÃO

TERESINA- PI
2013
ÉRIKA JACIARA BEZERRA DE MELO

POSSÍVEIS MOTIVOS QUE LEVAM AS PESSOAS A MORAREM NA RUA E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DO ESTADO BRASILEIRO DIANTE DESSA SITUAÇÃO

Projeto de Pesquisa referente à disciplina de Pesquisa Social II, do curso de Serviço Social da instituição de ensino superior
Faculdade Santo Agostinho, sob a orientação da professora
Amanda Furtado para obtenção da nota da 2º avaliação.

TERESINA- PI
2013
1.TEMA: Pessoas em situação de rua
2. DELIMITAÇÃO DO TEMA:Os possíveis motivos que levam as
…exibir mais conteúdo…
6.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 1. Identificar as ações desenvolvidas pelo Estado; 2. Caracterizar o perfil dos moradores de rua; 3. Identificar como a sociedadevê a pessoa em situação de rua; 4. Identificar a atuação do assistente social.

7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
Conceituar a população em situação de rua não é fácil, uma vez que é constituída por pessoas de diferentes faixas etárias e gênero, no entanto, “quando se fala de população em situação de rua ninguém tem dúvida de que este segmento social expressa uma situação-limite da pobreza, por mais diferente que seja a conceituação que se desenvolva” (VIEIRA, 1994, p.17). Atualmenteo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome designou, conforme o relatório do primeiro Encontro Nacional Sobre População em Situação de Ruarealizado em 2005 queesse termo se emprega a um grupo populacional heterogêneo que possui em comum a pobreza extrema, os vínculos familiares fragilizados ou rompidos e a inexistência de moradia convencional regular, e por esse motivo é obrigado a utilizar a rua para morar e se sustentar, de forma temporária ou permanente.
Desde a Revolução Industrial (ponta pé inicial do capitalismo), que o sistema não proporciona condições de vida dignas, tudo bem, que ela trouxe um aspecto positivo que foi a possibilidade de mobilidade social, não existente no sistema feudal, mas os trabalhadores executavam suas funções em péssimas

Relacionados

  • O papel do assistente social na reinserção familiar de crianças e adolescentes em situação de abrigo
    10886 palavras | 44 páginas
  • A invisibilidade dos moradores de rua
    4664 palavras | 19 páginas
  • FATORES MOTIVACIONAIS QUE LEVAM HOMENS E MULHERES À PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO
    2317 palavras | 10 páginas
  • Os motivos que levam um funcionário a permanecer em uma empresa
    3403 palavras | 14 páginas
  • Movimento pelos direitos civis dos Negros nas décadas de 1950 e 1960 nos Estados Unidos.
    3806 palavras | 16 páginas
  • Pessoa em situação de rua segundo a tipificação nacional da assistência social
    2430 palavras | 10 páginas
  • Metodologia de trabalho com pessoas em situação de rua
    5819 palavras | 24 páginas
  • A importancia da articulação nas redes de proteção social das politicas publicas no atendimento a pessoa vivendo em situação de rua em campo grande
    4603 palavras | 19 páginas
  • De que modo a formação do Estado brasileiro e as suas transformações impactam a gestão municipal?
    516 palavras | 3 páginas
  • Treinamento de relações humanas e comportamental na policia militar do estado de são paulo
    10276 palavras | 42 páginas