Pre modernismo em portugal e no brasil

1877 palavras 8 páginas
Introdução

No início do Séc. XX, havia um sentimento geral de que não era mais possível renovar a arte tradicional. As escolas literárias repetiam suas fórmulas. A superficialidade convivia com a crença de que a evolução tudo comandava e pouco cabia ao homem nesse processo.
No entanto, um movimento forte e amplo - o Modernismo - viria dar fim a este marasmo e implantar o inconformismo.
Modernismo, não foi apenas produto de uma evolução estética: ele decorreu de todo um estado de espírito formado pela cultura da época e que repercutiria em todas as artes, integrando literatura, pintura, música arquitetura, cinema, etc. A primeira Guerra Mundial foi o grande divisor das águas...
Nesse contexto surgiram as vanguardas européias, que
…exibir mais conteúdo…
É a áurea da economia cafeeira no Sudeste; é o movimento de entrada de grandes levas de imigrantes, notadamente os italianos; é o esplendor da Amazônia com o ciclo da borracha; é o surto de urbanização de São Paulo.
Mas toda esta prosperidade vem deixar cada vez mais claros os fortes contrastes da realidade brasileira. É, também, o tempo de agitações sociais. Do abandono do Nordeste partem os primeiros gritos da revolta. Em fins do século XIX, na Bahia, ocorre a Revolta de Canudos, tema de Os sertões, de Euclides da Cunha; nos primeiros anos do século XX, o Ceará é o palco de conflitos, tendo como figura central o padre Cícero, o famoso "Padim Ciço"; em todo o sertão vive-se o tempo do cangaço, com a figura lendária de Lampião.
O Rio de Janeiro assiste, em 1904, a uma rápida mais intensa revolta popular, sob o pretexto aparente de lutar contra a vacinação obrigatória idealizada por Oswaldo Cruz; na realidade, tratava-se de uma revolta contra o alto custo de vida, o desemprego e os rumos da República. Em 1910, há outra importante rebelião, desta vez dos marinheiros liderados por João Cândido, o "almirante negro", contra o castigo corporal, conhecida como a "Revolta de Chibata". Ao mesmo tempo, em São Paulo, as classes trabalhadoras sob a orientação anarquista, iniciam os movimentos grevistas por melhores condições de trabalho.
Essas agitações são sintomas de crise na "República do café-com-leite",

Relacionados

  • Escolas literárias
    2976 palavras | 12 páginas
  • Quadro Demonstrativo das Literaturas: Brasileira e Portuguesa
    1419 palavras | 6 páginas
  • Matéria do 2 ano médio de literatura
    982 palavras | 4 páginas
  • Manifestações literarias
    8362 palavras | 34 páginas
  • Metodologia científica: o que é fichamento, resenha, resumo, sinopse, resenha crítica, esquemas
    4219 palavras | 17 páginas
  • Do trovadorismo ao modernismo em portugal e no brasil
    4278 palavras | 18 páginas
  • Poemas Século XXI
    7894 palavras | 32 páginas
  • Literatura dos paises da cplp
    6925 palavras | 28 páginas
  • Ensino
    3522 palavras | 15 páginas
  • Realismo, naturalismo e simbolismo
    3818 palavras | 16 páginas