Primeiros contatos entre nativos e europeus – século xvi

3008 palavras 12 páginas
PRIMEIROS CONTATOS ENTRE NATIVOS E EUROPEUS – SÉCULO XVI
Os marujos de Cabral quando do seu desembarque em Porto Seguro se depararam com homens “pardos nus, sem coisa alguma que lhes cobrissem suas vergonhas” (Pero Vaz de Caminha, Carta a D. Manuel, o Venturoso). Evidentemente não eram negros, indianos também não pareciam ser. Ainda assim, ficou-lhes até hoje o nome de índios. Os primeiros povos com os quais o português entrou em contato foram os Tupiniquins que pertenciam à família lingüística Tupi-Guarani
Os primeiros colonizadores surpreenderam e provocaram as migrações dos Tupis-guaranis, (povo que apesar de viverem em grande mobilidade espacial eram agricultores), dificultando muito a sua localização precisa. Viviam numa faixa estreita ao longo da costa, de São Paulo até o Pará. Eram recém-chegados à costa de onde haviam expulsado as tribos inimigas para o sertão. Aqueles que viviam na costa eram conhecidos por Tupinambá e se dividiam em grupos locais, ao longo de toda a costa brasileira, com diferentes denominações. Os Tupis-guaranis foi o povo que mais influência exerceu na formação da sociedade brasileira.
As causas de dispersão dos Tupis presenciada e documentada pelos portugueses foram: fuga à escravidão; a necessidade de se locomoverem em busca de novas terras para o cultivo; e por fim, a busca da legendária pela “terra sem males”, ou do “paraíso terrestre”, onde as plantas crescem por si, há fartura para todos, todos são felizes, ninguém sofre e os homens são

Relacionados

  • História de perdão: narradores franceses e suas meclas culturais resenha livro davis, natalie zemon, historias de perdão e seus narradores na frança do século xvi
    3211 palavras | 13 páginas
  • Resenha elliott, john h. “a espanha e a américa nos séculos xvi e xvii”elliott, john h. “a espanha e a américa nos séculos xvi e xvii”
    2091 palavras | 9 páginas
  • O problema da incredulidade no século xvi: a religião de rabelais
    2119 palavras | 9 páginas
  • Amazônia Indígena Nos Séculos XVI e XVII
    1224 palavras | 5 páginas
  • Os primeiros séculos de Roma
    980 palavras | 4 páginas
  • Resumo: o brasil que os europeus encontraram
    818 palavras | 4 páginas
  • Historia da educação seculo xvi
    665 palavras | 3 páginas