Privacidade Na Era Digital: Limites Legais.

8978 palavras 36 páginas
CENTRO UNIVERSITÁRDIO DE JOÃO PESSOA
Curso de Graduação em Direito Direito Da Informática

Celso Henrique Bucker Franchini

“Privacidade Na Era Digital: Limites Legais.”

João Pessoa
Paraíba –PB – Brasil
2014
CENTRO UNIVERSITÁRDIO DE JOÃO PESSOA

Celso Henrique Bucker Franchini

“Privacidade Na Era Digital: Limites Legais.”

João Pessoa
Paraíba –PB – Brasil
2014
Sumario
1 Introdução 3
2 Privacidade e História 3
1 Filosoficamente 4
2 Psicologicamente. 4
3 Sociologicamente. 4
4 Economicamente 4
5 Politicamente 5
3 Onde Se Encontram Os Dados Pessoais 5
4 Direito À Privacidade 5
5 Segurança na Rede 7
1 Lei Carolina Dieckmann 8
2 O Brasil
…exibir mais conteúdo…
José Serpa conceitua a privacidade como modo específico de vivência pessoal, isolada, numa esfera reservada, consoante escolha espontânea do interessado, primacialmente dentro do grupo familiar efetivo, ou com maior insulamento, mas sempre sem uma notória forma de participação de terceiros, seja pelo resguardo contra a ingerência ou molestamento malevo alheio, seja pela utilização da faculdade que se lhe é atribuída para razoável exclusão do conhecimento público, de dados, ações, ideias e emoções que lhe são peculiares.
A definição de Luana Lopes Lobato é que privacidade pode ser caracterizada como o direito que o usuário tem em querer que suas informações pessoais sejam mantidas de forma segura, sem que seja possível identificá-los enquanto navega pela web, tendo o usuário o direito de poder controlar as informações de modo a apenas revelá-las se considerar relevante.
Percebe-se a importância da privacidade para o indivíduo por diferentes pespectivas:
2.1. Filosoficamente: As pessoas na sociedade são consideradas como sendo muito importante para seu próprio bem. A dignidade humana, integridade, autonomia individual e autodeterminação sustentam a noção e o significado dos direitos humanos.
2.2. Psicologicamente: As pessoas precisam de espaço privado ainda que estejam em um local público. Precisam ser capazes de julgar se as outras pessoas são uma ameaça e assim executar ações para combatê-las.
2.3. Sociologicamente: As pessoas precisam

Relacionados

  • RESUMO DIREITO DIGITAL
    3117 palavras | 13 páginas
  • Celular e sala de aula projeto
    6604 palavras | 27 páginas
  • Direitos autorais na sociedade da informação
    5832 palavras | 24 páginas
  • Direito digital
    13026 palavras | 53 páginas
  • Assinatura Digital x Assinatura Formal - Aspectos positivos e negativos e os Direitos da Personalidade
    5930 palavras | 24 páginas
  • Tecnologia digital- a evolução da imagem
    6544 palavras | 27 páginas
  • Leonardo Zanatta
    17670 palavras | 71 páginas
  • Contrato claro
    7539 palavras | 31 páginas