Procura da Beleza na Grécia Antiga (ESTÉTICA)

1576 palavras 7 páginas
Entre os Gregos

Foi entre os gregos antigos que a reflexão sobre o belo se abriu ao pensamento. Entretanto, como a arte, para eles, estava vinculada a alguma função (moral, social e política), ela não tinha sua identidade própria. Sócrates (470/469 a.C. – 399 a.C.) vai associar o belo ao útil. Portanto, um objeto que se adapta e cumpre sua função, é belo. Mesmo que não esteja adornado. Ele inaugura um tipo de estética funcional, utilitária que, se prestarmos atenção, está muito presente no nosso cotidiano, na produção dos objetos de uso corriqueiro, que também apresentam uma preocupação estética.

Platão (427 – 348 a.C.) já não tem essa preocupação prática de encontrar objetos belos. Ele não se pergunta o que é belo, mas o que é “O
…exibir mais conteúdo…
A mitologia grega vivia engrandecendo o amor e a beleza. Os gregos eram poetas e artistas que se encantavam com a beleza do universo e com o amor.

A estatuária grega representa os mais altos padrões já atingidos pelo homem. Na escultura, o antropomorfismo - esculturas de formas humanas - foi insuperável. As estátuas adquiriram, além do equilíbrio e perfeição das formas, o movimento.

A arte grega divide-se em três grandes períodos:
Período Arcaico, que conserva as formas geométricas.
No Período Arcaico os gregos começaram a esculpir, em mármores, grandes figuras de homens. Primeiramente aparecem esculturas simétricas, em rigorosa posição frontal, com o peso do corpo igualmente distribuído sobre as duas pernas. Esse tipo de estátua é chamado Kouros (palavra grega: homem jovem).

Período Clássico, que é o mais realista de todos, procurando o ideal de beleza.
No Período Clássico passou-se a procurar movimento nas estátuas, para isto, começou-se a utilizar o bronze que era mais resistente do que o mármore, podendo fixar o movimento sem se quebrar. Surge o nu feminino, pois no período arcaico, as figuras de mulher eram esculpidas sempre vestidas.

Período Helenístico, que se caracteriza pela movimentação tumultuosa das formas.
No período Helenístico pode-se observar o crescente naturalismo: os seres humanos não eram representados apenas de acordo com a idade e a personalidade, mas também segundo as emoções e o estado de espírito de um momento. O

Relacionados

  • Historia da educação fisica
    2477 palavras | 10 páginas
  • Valores éticos e estéticos
    8035 palavras | 33 páginas
  • História da enfermagem
    4424 palavras | 18 páginas
  • Urbanismo grecia antiga
    6413 palavras | 26 páginas
  • Educação física - ginástica
    1962 palavras | 8 páginas
  • Corporiedade
    4997 palavras | 20 páginas
  • Conceito de estética
    3095 palavras | 13 páginas
  • Hoteis independentes
    1564 palavras | 7 páginas
  • O mito e a paidéia
    3965 palavras | 16 páginas
  • A história da moda
    7380 palavras | 30 páginas