Propagação do alho

2073 palavras 9 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
ESCOLA DE AGRONOMIA
FITOPATOLOGIA I

CONTROLE BIOLÓGICO DE PLANTAS

Goiânia, Fevereiro de 2013 1. INTRODUÇÃO

O controle de pragas na agricultura possui efeitos nocivos normalmente causados pelo uso de agrotóxicos. Esses produtos químicos propiciam uma alta produtividade, porém têm efeitos negativos sobre o solo, o clima, a vegetação, as águas, os animais e o homem, e provocam a seleção de mutantes resistentes, resultantes da forte pressão seletiva. Além disso, seu tempo de degradação no ambiente é longo, provocando uma concentração elevada dessas substâncias na cadeia alimentar (ST. LEGER et al., 1996). Ocorre-se assim a incrementação dos custos do controle químico, a perda de eficiência de alguns desses produtos e os problemas ambientais advindos destas práticas. Portanto surge a necessidade do uso do controle biológico de doenças nas plantas, que pode ser definido como “a redução da densidade de inóculo ou das atividades determinantes da doença, através de um ou mais organismos” (SAMI J. MICHEREFF). Esta prática se tornou uma estratégia bastante eficiente para a minimização do número de pragas de uma cultura. O baixo risco de poluição ambiental e a redução de exposição dos produtores e técnicos aos produtos químicos tornam dessas umas das principais vantagens desta prática. Inclui-se também a ausência de resíduos nos alimentos, favorecendo maior apreciação pelo público que demanda produtos livres de agrotóxicos. O controle

Relacionados

  • Multiplicaçao vegetativa
    896 palavras | 4 páginas
  • Solda Oxiacetilênica
    993 palavras | 5 páginas
  • Acido urico
    1860 palavras | 8 páginas
  • Nematoides
    1502 palavras | 7 páginas
  • FLAVONÓIDES
    2968 palavras | 12 páginas
  • anatomia do caule
    951 palavras | 4 páginas
  • Introduçao a olericultura
    3967 palavras | 16 páginas
  • estudo dirigido
    2353 palavras | 10 páginas
  • Doencas bacterianas, viróticas e nematose na cultura do tomateiro, cebola, banaeira, eucaliptos e mandioca
    10637 palavras | 43 páginas