Prosa romantica

2253 palavras 10 páginas
Instituto Estadual Romagueira Corrêa

Aluno(a): Emilene Turma:

Prosa Romântica

Uruguaiana, 28 de Maio de 2012

Introdução

Durante o período colonial, a prosa inexistiu. Nessa ausência de tradição, os autores românticos partiram do nada e fizeram suas primeiras tentativas mais consistentes.
O marco inicial do romance brasileiro se dá a partir das obras de Teixeira e Sousa – O filho do pescador (1843) e Joaquim Manuel de Macedo - A Moreninha (1844), a obra de Macedo se destaca dada a sua qualidade estética superior e o grande sucesso entre os contemporâneos.
Nas décadas de 50 e 60 verifica-se o florescimento da prosa de
…exibir mais conteúdo…

Suas obras são especialmente bem sucedidas quando o autor transporta a tradição indígena para a ficção. Tão grande foi a preocupação de José de Alencar em retratar sua terra e seu povo que muitas das páginas de seus romances relatam mitos, lendas, tradições, festas religiosas, usos e costumes observados pessoalmente por ele, com o intuito de, cada vez mais, abrasileirar seus textos.

Obras
Romances urbanos:
Cinco minutos - 1857
A viuvinha - 1860 Lucíola - 1862
Diva - 1864
A pata da gazela - 1870
Sonhos d’ouro - 1872
Senhora - 1875
Encarnação - 1893, póstumo

Romances históricos e/ou indianistas:
O Guarani - 1857
Iracema - 1865
As Minas de Prata - 1865
Alfarrábios - 1873
Ubirajara - 1874
Guerra dos Mascates - 1873

Romances regionalistas:
O Gaúcho - 1870
O Tronco do Ipê - 1871
Til - 1872
O Sertanejo - 1875

Manoel Antônio de Almeida

Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro em 1831 e faleceu, em 1861, no Litoral Fluminense. Filho de pais portugueses pobres e órfão paterno aos dez anos, teve uma infância carente, contrária a de muitos escritores de seu tempo, o que o inspirou, na juventude, a escrever sobre a vida e os costumes da classe média baixa. Foi revisor e redator no Correio Mercantil, onde escrevia um suplemento literário. Publicou no mesmo jornal, sob a forma de folhetins, seu único romance: Memórias de um Sargento de Milícias (1852-53) , escrito com o

Relacionados

  • O romantismo em verso e prosa(no brasil)
    4698 palavras | 19 páginas
  • Romantismo portugal/brasil
    1400 palavras | 6 páginas
  • Missa do galo
    974 palavras | 4 páginas
  • Escolas literárias
    2976 palavras | 12 páginas
  • o realismo em portugal
    1990 palavras | 8 páginas
  • Tragédia Clássica em Frei Luis de Sousa
    1897 palavras | 8 páginas
  • Plano língua portuguesa
    1588 palavras | 7 páginas
  • estilos de época brasileiros
    1214 palavras | 5 páginas
  • Parnasianismo e simbolismo
    1740 palavras | 7 páginas
  • Terceira Geração do romantismo
    2940 palavras | 12 páginas