Psicologia aplicada a odontologia

1122 palavras 5 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
FACULDADE DE ODONTOLOGIA Aluna: Alice Cristina Vieira Caroline Lanferini de Araujo

PSICOLOGIA ASSOCIADA À PRÓTESE E IMPLANTODONTIA

A Implantodontia é o ramo da odontologia que recupera espaços edentulos através da inserção de próteses radiculares (raízes); que suportarão uma prótese de coroa (dente). Isso se dá implantando um parafuso de titânio no interior do tecido ósseo na área onde ficava o elemento dental perdido. O titânio tem a capacidade singular da osseointegração, isto é, incorpora-se ao osso, sobre o implante é colocada à peça protética. A ósseo integração deve-se a incapacidade do nosso organismo em detectar o titânio intraósseo; devido a suas características bioinertes, não acontece a formação de tecido fibroso em volta do implante, permitindo assim o crescimento ósseo ao redor do mesmo, estando em contato íntimo osso e implante.Com a implantodontia são feitas desde reabilitações unitárias ate grandes reabilitações totais fixas ou removíveis. Já a especialidade da odontologia que denomina o cirurgião dentista como especialista protista. O seu principal objetivo é a reabilitação bucal, em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação. Repõe ou Restaura de forma indireta (por meio laboratorial) os (dentes), por meio de confecção de próteses fixas (coroas em metal, porcelana e materiais poliméricos e pontes) ou próteses

Relacionados

  • Anatomia e a Odontologia
    815 palavras | 4 páginas
  • Resumo do capitulo 2 do livro Psicologia Aplicada à administração de empresas 4 ediçaõ , Cecilia Whitaker Bergamin
    2946 palavras | 12 páginas
  • Psicologia aplicada e ética profissional
    1140 palavras | 5 páginas
  • Caso concreto 3 - psicologia aplicada ao direito
    340 palavras | 2 páginas
  • Psico-odontologia aplicada a saúde
    3261 palavras | 13 páginas
  • CEO odontologia
    2734 palavras | 11 páginas
  • A Nanotecnologia aplicada a Odontologia
    4166 palavras | 17 páginas
  • Resenha do capítulo Pensando a psicologia aplicada à Justiça do livro “Psicologia Jurídica no Brasil”
    769 palavras | 4 páginas
  • Psicologia aplicada a comunicação
    1379 palavras | 6 páginas