Psicologia forense - resumo

4637 palavras 19 páginas
Módulo de Psicologia Forense

I. Definição de Psicologia Forense

Domínio e aplicação da psicologia que pretende dar resposta às questões teóricas e práticas que o sistema de justiça coloca aos psicólogos. Não é uma área do saber mas sim uma área de aplicação. Nesse sentido, o que encontramos são: actividades de investigação (p.e., tomada de decisão, entrevista cognitiva, etc); consultoria para juízes ou advogados; testemunhos periciais (ver se a pessoa está em condições no ponto de vista psicopatológico, se poderá ser viável como testemunha – criança, se o que diz resulta da aprendizagem); pareceres relativos a problemas surgidos em diferentes momentos do processo judicial; acompanhamento clínico de vítimas, agressores e
…exibir mais conteúdo…

III. Tarefas do psicólogo forense na área cível e da promoção e protecção da criança

- Área Cível: regulação do poder paternal, avaliação da custódia, inibição do poder paternal:

- avaliação da personalidade dos progenitores

- avaliação das suas capacidades parentais

- avaliação do impacto da alteração da custódia

- avaliação do funcionamento familiar

- avaliação e implementação das relações entre os menores e um dos progenitores

- avaliação do risco de negligência/mal trato do menor

- avaliação do potencial de mudança: até que ponto é possível alterarmos a situação. A vida das crianças não se compadece com este tempo. O que está claro é o timing que temos para avaliar. Temos de ver a regularidade de um determinado padrão, ir à história pessoal (resiliência) – antecedentes familiares.

IV. Tarefas do psicólogo forense na área tutelar educativa e penal

- Área tutelar educativa: medidas face a actos tipificados como crimes

- avaliação da personalidade: teste projectivo

- avaliação psicológica com vista à elaboração do projecto educativo: institucionalização; acompanhamento em meio natural de vida

- avaliação do contexto familiar e social: entrevista com o jovem, com a família, elementos da escola, grupos desportivos – não temos um protocolo da entrevista, damos relevância a um ou outro aspecto dependendo daquilo que o jovem está

Relacionados

  • Resumo - psicologia forense
    2026 palavras | 9 páginas
  • Serial killer: análise criminológica do sujeito ativo do crime
    2219 palavras | 9 páginas
  • Psicopatologia e implicações forenses
    1780 palavras | 8 páginas
  • A psicologia jurídica e a atuação do psicólogo no campo jurídico
    2006 palavras | 9 páginas
  • o estudo psicossocial Forense
    8886 palavras | 36 páginas
  • DIREITO E PSICOLOGIA: UM ENCONTRO POSSÍVEL
    3805 palavras | 16 páginas
  • A PSICOLOGIA DO TESTEMUNHO
    2028 palavras | 9 páginas
  • A precariedade da psiquiatria forense no âmbito penal
    10140 palavras | 41 páginas
  • Metodologias das ciências forenses
    11641 palavras | 47 páginas
  • O lugar do doente mental na sociedade contemporânea a partir de uma visão teórica e prática sobre loucura e a reforma psiquiátrica no campo da saúde mental.
    2627 palavras | 11 páginas