REPERCUSSÃO SISTÊMICA E TERAPÊUTICA UTILIZADA EM

3995 palavras 16 páginas
81
Rev. Saúde Públ. Santa Cat., Florianópolis, v. 6, n. 4, p. 81-90, out./dez. 2013.
REPERCUSSÃO SISTÊMICA E TERAPÊUTICA UTILIZADA EM
PACIENTES HOSPITALIZADOS COM DOENÇA PULMONAR
OBSTRUTIVA CRÔNICA
Márcia Cardinalle C. Viana1
Andréa Stopiglia Guedes Braide2
Dandara do Vale Lopes Machado3
Christiane Luck Macieira4
José Walter Correia5
RESUMO
A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica tem como característica principal a limitação ao fluxo aéreo, não sendo totalmente reversível, mas podendo ser prevenida e tratada. As repercussões sistêmicas da doença podem levar a internação hospitalar por consequências de características próprias da doença e inflamação nas vias aéreas. A pesquisa objetiva conhecer as principais repercussões
…exibir mais conteúdo…

Anualmente, registram 270 mil hospitalizações com crescente número de morte, sendo aproximadamente 30 mil óbitos ao ano. Dados estatísticos apontam como a quarta maior causa de internações em adultos maiores que 40 anos, com altos gastos econômicos no Brasil (CAMPOS, 2006; TARANTINO, 2008).
Alguns fatores como a exposição à fumaça do cigarro, a aglomeração domiciliar, o déficit do estado nutricional e a baixa condição socioeconômica contribuem para a uma descompensação da doença e levam o paciente a buscar internamento hospitalar (ROSA et al,
2008; PINCELLI et al, 2011).
Segundo Dourado et al (2006) e Tarantino (2008), suas repercussões sistêmicas também podem levar a internação por consequências de características próprias da doença e inflamação nas vias aéreas. Além disso, a função cardíaca também pode estar prejudicada por conta da hipertensão pulmonar.
Nessa situação, é necessário na maioria das vezes um suporte terapêutico clínico com o uso de fármacos, oxigenoterapia, ventilação não invasiva (VNI) ou nos casos mais graves a ventilação mecânica (VM). A terapêutica fisioterápica também tem grande importância no momento da exacerbação da doença (BORGES; VIANNA; TERRA FILHO, 2003).
Na presença de repercussões sistêmicas, de acordo com Machado; Corrêa; Rabahi
(2011), os profissionais da área da saúde têm como objetivo proporcionar uma melhor qualidade de vida ao paciente, melhorando assim, a relação direta entre a doença e suas
atividades

Relacionados