RESENHA CRÍTICA DO TEXTO DE Ana Márcia Lutterbach Rodrigues

838 palavras 4 páginas
RODRIGUES , Ana Márcia Lutterbach, Uma análise da teoria dos arquivos, Belo
Horizonte, Escola de Ciência da Informação,2004
Introdução
O texto traz como tema central uma análise das cinco características ou qualidades dos arquivos ou dos seus documentos: cumulatividade ou “naturalidade” e a organicidade- que são características do arquivo como um todo,- e a imparcialidade, autenticidade e a unicidade que são identificadas em seus documentos.
Entre alguns problemas encontrados nos arquivos, a autora aborda a necessidade de maior rigor no tratamento dos arquivos permanentes, considerando necessário haver princípios de guarda, regulamentação da seleção, maior autoridade para a arquivística, interação entre os diversos setores de tratamento de documentação arquivística, regras de acesso e privacidade. Ela destaca também que um arquivo pode ter uma organicidade precária, quando ele é acumulado de maneira pouco criteriosa ou sofre eliminações indevidas. Contudo, dificilmente a organicidade se perde totalmente. Ana Márcia preocupa-se com a possibilidade dos produtores promoverem alterações premeditadas em seus documentos.
“Naturalidade” ou Cumulatividade
Nesta característica, a autora sugere que o arquivo não é formado por aquisição de documentos escolhidos,

mas forma-se

naturalmente,

pela

acumulação

de

documentos recebidos ou produzidos em relação direta com as atividades do seu criador. Ela aborda no texto a definição de cumulatividade de acordo com Belotto, que considera

Relacionados

  • Resenha Crítica do texto Aula, de Roland Barthes
    332 palavras | 2 páginas
  • Resenha crítica do texto “Notas sobre a experiência e o saber de experiência”, de Jorge Larossa Bondía
    975 palavras | 4 páginas
  • Resenha Crítica do texto “Linguística e Poética”, de Roman Jakobson
    1024 palavras | 5 páginas
  • Resenha crítica do texto: A sociedade da aprendizagem e o desafio de converter informação em conhecimento.
    922 palavras | 4 páginas
  • RESENHA CRÍTICA DO TEXTO A SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO DE PIERRE BOURDIEU: LIMITES E CONTRIBUIÇÕES
    954 palavras | 4 páginas