Razão e Emoção - Kant

374 palavras 2 páginas
Expostos a emoção X Razão e respeito
É possível criarmos juízos profundos sobre o belo ou ficarmos na mera aparência?

A bem definição das classes sociais facilitou que a sociedade começasse a criar um conceito de belo e consideração sobre o mesmo. As classes com mais poder decidiam ou a grande diferença entra as classes façam com que ela possa denominar o belo, mas atualmente devido as várias meios tentam encontrar a real beleza buscando igualar as oportunidades mostrando um mesmo mundo as pessoas, que são facilmente influenciadas pelo grande meio de comunicação a mídia e alguns filósofos como Platão que acreditava que o belo é o bom. Kant foi um dos filósofos que mudaram esse modo de pensar. Ele dizia que a intuição é o que faz a pessoa conceituar algo ou alguém como um juízo, um capacidade humana de emitir opiniões tendo uma cooperação entre a imaginação e o entendimento, isso provocado pelo prazer, utilidade ou necessidade daquilo sem considerar nenhum tipo de moralidade, assim criando opiniões precipitadas e até mesmo fúteis, preconceituosas que podem agredir, ofender denegrir a imagem do outro, isso é um dos fatos da sociedade atual sobre as pessoas que moram em favelas, tem empregos não muitos graduados, racismo entre outras no conceito universal. Somos seres humanos e muitas vezes essas opiniões vem da emoção, sensibilidade estamos expostos como um juízo de gosto que a consciência enganar a razão

Relacionados

  • RAZAO É A CAPACIDADE
    1133 palavras | 5 páginas
  • Análise razão e sensibilidade.
    927 palavras | 4 páginas
  • Filosofia: nietzsche, kant e sartre
    863 palavras | 4 páginas
  • Resumo do livro a arte de argumentar gerenciando razão e emoção antônio suárez abreu
    1064 palavras | 5 páginas
  • Motivação e Emoção
    4276 palavras | 18 páginas
  • Immanuel kant: deontologia e criticismo
    1397 palavras | 6 páginas
  • Razão e proporção
    1286 palavras | 6 páginas
  • Kant e as relações internacionais
    864 palavras | 4 páginas