Reflexos autonomos

939 palavras 4 páginas
1 INTRODUÇÃO

A homeostase é o equilíbrio de todas as funções do meio interno em um organismo, sendo que todas as funções fisiológicas funcionem de forma mútua e coordenada. O meio ambiente está em constante variação e para manter a homeostase entram em vigor dois sistemas: sistema endócrino e sistema nervoso visceral ou autônomo. O sistema endócrino é controlado por hormônios e possui ação demorada. Já o sistema nervoso autônomo é coordenado por ações reflexas e possui ação rápida e imediata.
O sistema nervoso central controla, principalmente, as funções viscerais, entre algumas de suas características estão: motilidade gastrointestinal, temperatura corporal, esvaziamento da bexiga, sudorese, controle da pressão arterial. O sistema opera através de reflexos viscerais, ou seja, sinais sensoriais (via aferente) de um órgão visceral podem entrar no centro de integração e retornar como respostas reflexas subconscientes (via eferente) para o órgão visceral (efetuador). Entre os centros de integração há os gânglios autônomos, tronco cerebral e o hipotálamo (GUYTON, 2006).
O sistema nervoso autônomo é dividido de acordo com os sinais autônomos eferentes em sistema nervoso simpático e sistema nervoso parassimpático. Geralmente, os dois sistemas agem de forma antagônica, enquanto um excita um órgão o outro inibe. Assim, o simpático causa dilatamento das pupilas (midríase) e taquicardia (aumento da frequência cardíaca), já o parassimpático causa contração da pupila e bradicardia

Relacionados

  • Autonomos ou automatos
    2752 palavras | 12 páginas
  • Resposta reflexo
    1301 palavras | 6 páginas
  • trabalho autônomo
    3042 palavras | 13 páginas
  • Reflexos
    1105 palavras | 5 páginas
  • TCC drone autonomo
    3515 palavras | 15 páginas
  • Reflexo inato
    1351 palavras | 6 páginas
  • Reflexo fotomotor em humanos
    1611 palavras | 7 páginas
  • Reflexos primitivos
    1566 palavras | 7 páginas
  • Reflexos somáticos do homem
    2154 palavras | 9 páginas