Resenha: Análise Leiga e Psicanálise Silvestre

1926 palavras 8 páginas
Nos textos, “Análise Leiga” e “Psicanálise Silvestre”, Freud tenta explicar o método psicanalítico para pessoas que não têm conhecimento sobre e para as que interpretam equivocadamente esse conhecimento.
O caminho percorrido por Freud no texto “Análise Leiga” para explicar seu método de trabalho foi a elaboração de um diálogo em que seu interlocutor era ele mesmo. Neste diálogo ele expõe dúvidas que poderiam ocorrer a um leitor leigo e as explica de acordo com sua teoria. As dúvidas esclarecidas referem-se ao tratamento analítico, abordando o método da associação livre, como se dá a interpretação, a transferência, as resistências.
Freud defendeu a análise leiga também para aqueles que não são médicos e que possam se transformar em analistas. Sendo que isso só é possível desde que se tenha à sua disposição uma formação específica/conhecimento sobre a arte interpretativa da análise e do funcionamento do aparelho mental, através da experiência, vivenciando de forma ética a literatura, a escuta, o método e o olhar psicanalíticos, assim tornando-se capazes de receber sem preconceitos o material analítico trazido pelo paciente e dando a devida consideração à importância de o analista esclarecer ao paciente que este deve lhe dizer tudo o que lhe vier à mente, mesmo que seja algo desagradável ou que pareça sem importância ou sentido.
Freud destaca que a interpretação não deve depender das características pessoais do analista e muito menos de seus julgamentos morais próprios,

Relacionados

  • 5 Lições da psicanálise resenha
    1228 palavras | 5 páginas
  • Resenha: Para que serve a psicanálise
    4057 palavras | 17 páginas
  • Resenha: Esboço da Psicanálise
    837 palavras | 4 páginas
  • A escuta na psicanálise e a psicanálise da escuta
    4946 palavras | 20 páginas
  • resenha psicanalise
    2374 palavras | 10 páginas
  • Resenha Cinco lições da psicanálise
    1982 palavras | 8 páginas
  • Ética e Psicanálise
    3416 palavras | 14 páginas
  • Resenha Crítica do Filme "Quando Nietzsche Chorou e do Capitulo de Psicanálise do Livro "Psicologias"
    1244 palavras | 6 páginas
  • Resenhas - "Recomendações aos médicos que exercem Psicanálise" e "A questão de uma Weltanschauung"
    1534 palavras | 7 páginas
  • Gestalt, psicodrama e psicanálise
    4681 palavras | 19 páginas