Resenha - Direito dos Serviços Públicos(RESENHA)

1358 palavras 6 páginas
“Direito dos Serviços Públicos” (Editora Forense, 2ª Edição, Rio de Janeiro), do jurista Alexandre Santos de Aragão, traz em seu capítulo VI – “O Serviço Público e as suas crises”

Abordando o capítulo VI, o autor vai tratar das crises que o conceito de serviços públicos ocorre no derivar do tempo, carecido às alterações que acontecem na forma como a Administração presta os serviços aos indivíduos. Das propostas de superação do Instituto; Dos Múltiplos Graus de Publicização das Atividades Econômicas; A Manutenção do Instituto no Direito Brasileiro; Finalizando em sua conclusão que o serviço público é, desde o começo, uma noção em permanente crise.

Adentrando ao tema e melhor explicar o que vem advindo com o serviço público, o jurista esclarece os sentidos que as crises podem soltar-se em dois sentidos. No primeiro sentido, trás a ideia de situação de um instituto quando se duvida de sua continuação, neste caso, o sentido de “crise” ajunta a dúvida sobre a própria continuidade da existência do instituto. Cabe ressaltar, no segundo sentido, apresenta a acentuada alteração no transcorrer de um processo, logo, deve-se analisar que o serviço público está em crise, mas ele continua existindo, mesmo que com transformações sempre irá existir. Contudo com o último sentido doutrinariamente citando que o serviço público, ainda que sofra varias modificações, não vai deixar de existir. Tendo em vista que o serviço público sempre existirá.

Caminhando para o seguinte capítulo, o

Relacionados

  • Resenha do livro -“a instrumentalidade do serviço social”
    1203 palavras | 5 páginas
  • RESENHA - UM JESUÍTA A SERVIÇO DO BRASIL HOLANDÊS
    1523 palavras | 7 páginas
  • resenha critica do livro a arte do direito
    5678 palavras | 23 páginas
  • Economia de Serviços - Resenha
    2549 palavras | 11 páginas
  • resenha do livro a luta pelo direito
    1107 palavras | 5 páginas
  • Direitos e deveres dos usuários de serviço público
    1403 palavras | 6 páginas
  • Resenha crítica – a era dos direitos de bobbio
    746 palavras | 4 páginas
  • Resenha do livro "para gostar do direito" - joao baptista herkenhoff
    1670 palavras | 7 páginas