Resenha - Max Weber - A ética protestante e o espírito do capitalismo.

946 palavras 4 páginas
Maximilian Carl Emil Weber, foi um renomado sociólogo, economista, jurista e filosofo alemão. Nasceu em 1864, na cidade de Erfurt, Alemanha e morreu em 1920 na cidade de Munique, Alemanha. Os estudos mais importantes realizados por Max Weber se encontram nas áreas da sociologia política, sociologia da religião, administração pública e economia, sendo considerado também como um dos "pais" da sociologia moderna. Além do livro resenhado o autor escreveu divtasas obras dentre elas: A história das companhias comerciais na idade média (1889), O direito agrário romano e sua significação para o direito público e privado (1891), O Estado Nacional e a Política Econômica (1895), A objetividade do conhecimento na ciência …exibir mais conteúdo…
Para ele esta seria a melhor maneira de analisar o mundo e entender o sentido das ações humanas entre os agentes envolvidos, constituindo o método weberiano dos tipos ideais responsável pela compreensão da conduta humana através da classificação entre as diferentes relações sociais praticadas pelos indivíduos. Deste modo Max Weber analisa os fenômenos históricos comparativamente a partir da cultura ocidental e oriental, constatando que determinados fenômenos culturais delimitam apenas o ocidente. Tal afirmação proposta na obra resenhada apresenta-se um tanto quanto eurocêntrica na medida em que o autor enfatiza apenas a cultura ocidental, em detrimento à oriental, legitimando e validando-a como universal. Partindo então deste pressuposto, Weber explora os aspectos influenciadores e impulsionantes para o desenvolvimento racional e sistemático do capitalismo apontando o fundamento religioso protestante, em especial os calvinistas, como fator preponderante para a consolidação deste sistema econômico. Porém vale frisar que Max Weber em nenhum momento da obra resenhada creditou a religião protestante a criação do capitalismo e sim a existência de determinadas condutas praticas, por parte dos protestantes, na qual possibilitou o desenvolvimento do capitalismo. O autor expõe como a reforma protestante foi capaz não só de romper com os fundamentos religiosos catolicistas,

Relacionados

  • O ascetismo e o espírito do capitalismo, da obra A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo, de Max Weber.
    837 palavras | 4 páginas
  • FILIAÇAO RELIGIOSA E ESTRATIFICAÇAO SOCIAL
    1648 palavras | 7 páginas
  • Resenha crítica de a ética protestante e o espírito do capitalismo
    2912 palavras | 12 páginas
  • Resenha max weber
    1568 palavras | 7 páginas
  • Teoria da Burocracia (RESENHA)
    1862 palavras | 8 páginas
  • Resenha da origem da teoria da burocracia (max weber)
    1487 palavras | 6 páginas
  • Filme : a festa de babete - resenha acadêmica crítica
    1673 palavras | 7 páginas
  • Resenha Critica sobre as Ações Sociais e as Relações Sociais de Durkheim
    2383 palavras | 10 páginas
  • Resenha ciência e política duas vocações max weber
    3030 palavras | 13 páginas