Resenha Soberania e Constituição

7911 palavras 32 páginas
SOBERANIA E CONSTITUIÇÃO

Apresentação

O Autor começa com um questionamento intrigante: Em um Estado Constitucional há Soberano?

A obra analisada esbarra com essa excepcional pergunta e problema. O Poder Constituinte é livre do Poder Constituído, pois verificamos que o Poder Constituído se divorciou do Poder Constituinte institucionalizando medidas de manutenção do Estado.

A figura do Estado de Exceção é fundamental nessa manutenção e garantem, incluindo a suspensão de alguns direitos constitucionais. Dessa forma, vem uma nova pergunta, o Poder Constituinte pode tudo? Como balancear a vontade popular, da necessidade de manutenção de um ordem constitucional? Estamos diante de uma crise constitucional, onde o Estado de Exceção se torna regra ao ponto de não sabermos mais a diferença? O trabalho analisado é dividido em 03 (três) partes sendo A FUNDAÇÃO DA ORDEM CONSTITUCIONAL – A MANUTENÇÃO DA ORDEM CONSTITUCIONAL – A CRISE DA ORDEM CONSTITUICIONAL.

I – A FUNDAÇÃO DA ORDEM CONSTITUCIONAL

CAPÍTULO 1
NO ESTADO CONSTITUCIONAL HÁ SOBERANO ?

1.1 O Direito Constitucional como Direito Público

A Constituição é um ato de Soberania, ou seja, é uma declaração política e jurídica que lhe garante legitimidade (aceitação) de como norma máxima de qualquer ordenamento jurídico. Este ato soberano garante a unidade de um povo. Dessa forma, o Direito Constitucional não está limitado apenas como um fenômeno jurídico, passando a ser um fenômeno político.

Relacionados

  • Resenha Crítica - Direito Constitucional, Alexandre de Moraes
    1168 palavras | 5 páginas
  • Resenha sobre o texto de michael hart e antonio negri.
    4926 palavras | 20 páginas
  • Capítulo Um " A constituição e sua reserva de Justiça"
    2845 palavras | 12 páginas
  • O direito econômico e a economia política: uma interdisciplinaridade necessária.
    1299 palavras | 6 páginas
  • Resenha livro a constituinte burguesa
    1452 palavras | 6 páginas
  • Neves, lucia maria bastos pereira das. introdução e a fundação do império brasileiro e o absolutismo ilustrado de d. pedro. in:  corcundas e constitucionais a cultura política da independência (1820-1822). rio de
    1871 palavras | 8 páginas
  • Resenha do livro - primeira lição sobre direito - paolo grossi
    3813 palavras | 16 páginas
  • Resenha crítica: “a verdade e as formas jurídicas”
    3491 palavras | 14 páginas