Resenha crítica: O Que Resta de Auschwitz

2760 palavras 11 páginas
UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

Graziela Gonzalez Galbiati

Resenha crítica do livro: “O Que Resta de Auschiwtz” de Giorgio Agamben
Prof: Gerson Leite
2ºG

O QUE RESTOU DE AUSCHWITZ E SUAS TESTEMUNHAS

Introdução:
O livro “O Que Resta de Auschiwtz: o arquivo e a testemunha” de 1998 foi escrito por Giorgio Agamben, um filósofo italiano, nascido em 1942 na cidade de Roma na Itália. Giorgio formou-se no curso de Direito em 1965, defendendo uma tese sobre o pensamento político de Simone Well. O filósofo lecionou em universidades na França, Inglaterra, Itália e Estados Unidos.
Agamben desenvolve seu trabalho em torno da investigação do conceito de “estado de exceção”, uma situação oposta ao estado de direito, decretada pelas autoridades em situações de emergência nacional, como agressão efetiva por forças estrangeiras, grave ameaça à ordem constitucional democrática ou calamidade pública. E o conceito de “homo sacer”, uma figura obscura da lei romana, excluída de todos os direitos civis.
Suas principais publicações são “Bartleby, la formula della creazione” de 1993, uma reflexão indireta sobre seus métodos como escritor e filósofo, e “Homo sacer: Il potere sovrano e la nuda vita” de 1995, uma investigação sobre uma figura jurídica singular do antigo direito romano, o homo sacer.
Uma importante publicação de Agamben, que ocupa um local singular e intermediário em meio as suas demais obras, é o livro analisado nesta resenha, “O Que Resta de

Relacionados

  • FILME QUESTÃO DE HONRA-RESENHA CRITICA
    839 palavras | 4 páginas
  • Resenha critica o mercador de veneza
    995 palavras | 4 páginas
  • Resenha critica - processo, que processo
    913 palavras | 4 páginas
  • RESENHA CRÍTICA DA REPORTAGEM DA REVISTA VEJA: “A DARWIN O QUE É DE DARWIN...”
    484 palavras | 2 páginas
  • Resenha: O que resta de Auschwitz
    997 palavras | 5 páginas
  • Resenha Crítica "O contador de histórias"
    1094 palavras | 5 páginas
  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “ENTENDES O QUE LÊS”, DE GORDON D. FEE E DOUGLAS STUART
    559 palavras | 3 páginas