Resenha - curriculo, cultura e sociedade

988 palavras 4 páginas
MOREIRA, Antonio Flávio e SILVA, Tomaz Tadeu da, Currículo, Cultura e Sociedade/ Antonio Flávio Moreira e Tomaz Tadeu da Silva (orgs.); tradução de Maria Aparecida Baptista – 4. Ed. – São Paulo, Cortez, 2000.

Resenhado por Hiolete Batista Souza e Tárcia dos Santos Pereira, acadêmicas do curso de Pedagogia da Universidade do Estado da Bahia, Currículo.

Currículo, Cultura e Sociedade

Inicialmente o texto de Antonio Flávio e Tamaz Tadeu argumenta o surgimento de um novo campo, considerando um ponto em comum na teoria de diferentes autores, isto é, a rigidez na elaboração do currículo escolar, sendo seu objetivo principal manter os alunos focados em suas atividades escolares. Enfatizam ainda que a garantia do sucesso profissional
…exibir mais conteúdo…
Com relação ao discurso pedagógico, esse resumi-se nas tendências tradicionais, humanistas e utópicas. Mas do que adianta o surgimento de tantas tendências se nenhuma delas questionavam a preservação da sociedade? Foi por isso que outros autores se inspiraram em teorias européias, devido a ineficácia das teorias acima citadas, buscando então a valorização do currículo escolar.
Segundo Althusser “a educação constituiria suas idéias sobre o mundo social, garantindo assim a reprodução da estrutura social existente. Essas idéias seriam diferentemente transmitidas, na escola, às crianças das diferentes classes: uma visão de mundo apropriada aos que se destinavam às posições sociais subordinadas.” (MOREIRA e SILVA, 2000).
É compreensível que se transmitisse as idéias de formas diferenciadas, porque a elite queria sempre manter seu poder e dando educação igual a todas as classes, os pobres passariam a obter o conhecimento e então reivindicariam seus direitos, deixando aos poucos de pertencer a classe desvalorizada.
É importante ressaltar a necessidade de um currículo nacional que para funcionar teria que unir o conteúdo à pedagogia das escolas.
A Direita política dos estados vem transferindo a culpa pelo desemprego, pela perda de competitividade econômica, etc., para as escolas e outros órgãos públicos, culpa essa, que na verdade é das políticas econômicas, culturais e sociais dos grupos dominantes. É uma “jogada de mestre” transferir esses problemas para

Relacionados

  • Homem, cultura e sociedade
    8100 palavras | 33 páginas
  • Homem cultura e sociedade
    2487 palavras | 10 páginas
  • Cultura e sociedade
    2898 palavras | 12 páginas
  • Curriculo Tecnologico e Cultura Digital
    6542 palavras | 27 páginas
  • Homem, cultura e sociedade
    831 palavras | 4 páginas
  • Homem CUltura e Sociedade
    1725 palavras | 7 páginas
  • apostila cultura e sociedade
    9489 palavras | 38 páginas
  • Cultura e sociedade espanhola
    1555 palavras | 7 páginas
  • Educação, cultura e sociedade
    4365 palavras | 18 páginas