Resenha da obra "Semântica e Discurso" de Michel Pêcheux

1820 palavras 8 páginas
PÊCHEUX, Michel. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Tradução: Eni Puccinelli Orlandi. et al. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1988.

Resenhado por Ayla Lizandra Campos de VASCONCELLOS (Aluna especial do Mestrado em Estudos de Linguagens da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) Michel Pêcheux nasceu em Tours em 1938 e morreu em Paris em 1983. Ele é fundador da Escola Francesa de Análise do Discurso que teoriza como a linguagem é materializada na ideologia e como esta se manifesta na linguagem. Realizou seus estudos na Escola Normal Superior de Paris, obtendo seu certificado para ensinar Filosofia em 1963. Em 1966, ele passou a fazer parte do Departamento de Psicologia no Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS) onde vem a encontrar outros dois intelectuais que serão interlocutores fundamentais para a formulação da Análise do Discurso: Michel Plon e Paul Henry. Partindo de referências teóricas de G. Canguilhem e L. Althusser, Pêcheux reflete sobre a história da epistemologia e a filosofia do conhecimento empírico, visando transformar a prática das ciências humanas e sociais.
É autor de obras importantes para o estudo da Análise do Discurso, como O discurso: estrutura ou acontecimento (1983) e Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio (1988), entre outras obras, sendo esta última objeto da resenha que ora se inicia. Em seu livro Semântica e Discurso, Pêcheux apresenta na introdução um relato histórico dos movimentos

Relacionados

  • Resenha da obra medo e ousadia
    1230 palavras | 5 páginas
  • Resenha critica da obra metafisica de aristoteles
    1408 palavras | 6 páginas
  • Resenha da obra de Marília Gago PLURALIDADE DE OLHARES CONSTRUTIVISMO E MULTIPERSPECTIVA NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM
    2223 palavras | 9 páginas
  • Resenha sobre A Verdade e as Formas Jurídicas, de Michel Foucault
    2406 palavras | 10 páginas
  • Resenha História da Sexualidade - A Vontade de Saber - Michel Foucault
    4366 palavras | 18 páginas
  • RESENHA CRÍTICA DA OBRA “DISCURSO SOBRE AS ORIGENS E OS FUNDAMENTOS DA DESIGUALDADE ENTRE OS HOMENS”.
    1386 palavras | 6 páginas