Resenha do livro -“a instrumentalidade do serviço social”

1203 palavras 5 páginas
Resenha do Livro -“A INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL”

Introdução: Este livro contextua a Instrumentalidade do Serviço Social no momento atual onde a razão dialética se faz presente em nosso dia a dia. E a questão teórica metodológica Marximiniana.

Capítulo I Razão e Modernidade
A razão moderna encontra sua unidade na perspectiva antrocêntrica que a funda, o homem como ser social auto criador (portador de racionalidade e teleologia). As pilastras da racionalidade, o humanismo, o historicismo e razão dialética garante a razão moderna uma estrutura inclusiva, dando possibilidade de levar-nos ao conhecimento da realidade objetiva.
Determinação lógica e ontológica da categoria “racionalidade"
Tem por racionalidade aquilo que é racional, pertencendo à razão, sendo que a razão da inteligibilidade se liga aos fatos e constituem nos seus fundamentos, ao mesmo tempo em que os são constituídos, obedecendo a dois princípios de causalidade e contradição. Por ser uma categoria ontológica a racionalidade incorpora o nosso objeto de estudo, sendo a intervenção profissional construtiva no seu movimento, mediando, articulando e expressando sua lógica de constituição;
O pensamento filosófico da modernidade, com base no sistema ético filosófico Kantiano e a filosofia especulativa de Hegel, fundamenta duas ordens de razões: primeiramente fazendo representativas das polêmicas sobre as condições de possibilidade da razão antropocêntrica que estabelece entre racionalistas e

Relacionados

  • A Instrumentalidade no Trabalho do Assistente Social
    1204 palavras | 5 páginas
  • Historia do direito
    4134 palavras | 17 páginas