Resenha do livro “locke e o direito natural” de noberto bobbio

1333 palavras 6 páginas
FE - FACULDADE DO ESTADO DO
CURSO DE DIREITO
DISCIPLINA: FILOSOFIA
PROFESSOR: PROFESSOR 10

ALUNO 1
ALUNO 2
ALUNO 3
ALUNO 4
ALUNO 5
ALUNO 6
ALUNO 7
ALUNO 8
ALUNO 9
ALUNO 10

RESENHA DO LIVRO “LOCKE E O DIREITO NATURAL” DE NOBERTO BOBBIO

São Luís
2011
1 IDENTIFICAÇÃO DA OBRA

BOBBIO, Noberto. Locke e o direito natural. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1997, p. 7- 65.

2 CREDENCIAIS DO AUTOR

Nascido na cidade de Turim em 1909, Noberto Bobbio foi um dos grandes pensadores do século XX. Na Itália dos anos 1940, mergulhada na Segunda Grande Guerra Mundial (1939-1945), Bobbio fez parte do movimento da Resistência: ligou-se a grupos liberais e socialistas que combatiam a ditadura do
…exibir mais conteúdo…
O objetivo dele é examinar o que vive ainda e o que já morreu na tradição do direito natural; pôr em relevo qual foi a função histórica do jusnaturalismo e os traços que ele deixou na teoria jurídica moderna. (p. 16) Depois de uma breve descrição dos conteúdos sugeridos, Bobbio informa que sua posição se aproxima de Passerin d’Entreves, mas esclarece que não se trata nem de uma “aprovação incondicional, nem tampouco uma condenação

Relacionados

  • Resenha: john locke e o individualismo liberal
    973 palavras | 4 páginas
  • Resumo: sobre os fundamentos dos direitos do homem - era dos direitos - noberto bobbio
    550 palavras | 3 páginas
  • Resenha crítica do livro - como aplicar o direito de herkenhoff
    1160 palavras | 5 páginas
  • Resenha - a era dos direitos: noberto bobbio
    1895 palavras | 8 páginas
  • O Iluminismo e o Direito Natural
    3625 palavras | 15 páginas
  • Resenha crítica do livro “cidadania e direitos do trabalho” de ângela de castro gomes
    2455 palavras | 10 páginas
  • Resenha crítica – a era dos direitos de bobbio
    746 palavras | 4 páginas
  • Resenha do livro: introdução à ciência do direito de gustav radbruch
    1553 palavras | 7 páginas