Resenha do livro "os métodos de administração de jesus"

3736 palavras 15 páginas
Os
BRINER, B. Os métodos de administração de Jesus/ Bob Briner; traduzido por Milton Azevedo Andrade. 1ª ed., São Paulo: Mundo Cristão, 1997. 90 p.

Bob Briner é presidente da ProServ Television, Inc. Tem mais de trinta e cinco anos de experiência em marketing e em negócios internacionais. É também autor dos livros Roaring Lambs (Cordeiros Que Rugem) e Squeeze Play (Jogo Perigoso), e membro de diretorias de organizações cívicas e filantrópicas.

O autor inicia seu livro falando sobre a importância de se ter um plano que estabeleça metas e prioridades não só para uma organização, mas também para a vida pessoal, destacando que a montagem de um plano é um princípio basilar tanto para indivíduos como para organizações, que serve como
…exibir mais conteúdo…

Outro ponto importante fala acerca do dizer "obrigado" em todas as ocasiões possíveis, com a máxima freqüência, como Jesus.

Briner pontua que Jesus entrou em contato com pessoas de todos os níveis sociais, sem nenhum tipo de restrição. Empresários devem buscar o mesmo tipo de relacionamento com as pessoas que fazem parte da organização, do menor ao maior, estando atento à realidade daqueles que o rodeiam. Fala também o dever de responder as solicitações das pessoas o mais rápido possível, mostrando um diferencial de tratamento, já que hoje a falta de respostas é uma prática corriqueira entre os administradores. Briner indica que o gestor deve fazer como Jesus, cuidando de seus assuntos no momento em que eles surjam.

Apela também para que se dê a devida importância ao ato de falar em público, pois é um momento em que o administrador tem a oportunidade de exercer sua autoridade, não devendo ser, portanto, desperdiçado. Cita também a instrução dada por Jesus a seus discípulos a respeito de abandonar cada localidade que não os recebesse bem e "sacudir o pó" de seus pés. Nos negócios isso significa analisar atenciosamente toda situação em que há perdas e se certificar de que ela não será descontinuada por teimosia ou orgulho.

Outra extraordinária exortação dada pelo autor se fundamenta nas repreensões dadas por Jesus aos seus discípulos. Jesus ensina que o gestor precisa construir um tipo de relacionamento com seus subordinados próximo o suficiente

Relacionados

  • A história da contabilidade no brasil
    1294 palavras | 6 páginas
  • Resenha crítica - políticas públicas
    1276 palavras | 6 páginas
  • Resenha o monge e o executivo
    2002 palavras | 9 páginas
  • Resenha crítica do livro introdução a economia
    6812 palavras | 28 páginas
  • Aplicação prática da metodologia da pesquisa científica no projeto
    13489 palavras | 55 páginas
  • Manual De Normas ABNT UCL
    10532 palavras | 43 páginas
  • Manual Normas T Cnicas 06 02 2014
    13807 palavras | 56 páginas
  • Projeto Pedagogico Curso De Logistica Da Ulbra
    16945 palavras | 68 páginas
  • Pedagogia
    8489 palavras | 35 páginas
  • Conceitos de e-service
    18104 palavras | 73 páginas