Resenha entre filme o operário e a psicologia do trabalho

1218 palavras 5 páginas
Faculdade Leão Sampaio
Curso de Psicologia
Disciplina: Psicologia Organizacional I
Professor: Ítalo Emanuel
Aluno: João Antônio da Silva

Resenha sobre a relação entre o filme O operário e
As abordagens teóricas em saúde, doença mental e trabalho

Os seres humanos participam simultaneamente e integralmente dos processos e da organização da empresa ou grupo em que trabalham, assim expressa Limongi-França (2008), e continua ao afirmar que as camadas do sistema biopsicossocial que compreendem o integral da pessoa estão indissociadas e comprometidas com o processo de vida e funcionamento da empresa ou instituição. O trabalhador se empenha não apenas fisicamente, pois, há um engajamento de subjetividade, inteligência do seu próprio eu na atividade que este executa; isso é chamado de mobilização subjetiva por Dejours apud Mendes. O dinamismo humano fruto da interação do ser (seus sistemas, sua razão, sua mente) com o meio que o circunda pode acarretar em impactos graves desde estresse a somatizações e doenças mentais, Limongi-França (2008). E no discurso dessa totalidade de participação e compreensão do homem na sua complexidade que podemos localizar o Reznik, no filme O operário, assim sendo, ele permite que visualizemos o surgimento de um eu psíquico no seu ambiente de trabalho, nesse (no ambiente) ainda se manifestam muitos dos seus receios relacionados à história de vida, recentemente marcada pela negação de si mesmo.
Podemos trazer que o filme inicia-se

Relacionados

  • Resenha do filme O operário
    1085 palavras | 5 páginas
  • psicologia e o filme a ilha
    4678 palavras | 19 páginas
  • Trabalho de psicologia e subjetividade em relação ao filme " o palhaço"
    2246 palavras | 10 páginas
  • Resenha do filme nell /psicologia
    920 palavras | 4 páginas
  • Resenha do Filme Sou Surda e Não Sabia
    1682 palavras | 7 páginas
  • RESENHA DO FILME “ENTRE RIOS”
    565 palavras | 3 páginas
  • Relação entre o Filme Juno e a Psicologia do Desenvolvimento
    1778 palavras | 8 páginas
  • Resenha Crítica do Filme "Quando Nietzsche Chorou e do Capitulo de Psicanálise do Livro "Psicologias"
    1244 palavras | 6 páginas