Resenha sobre o ensaio sobre a dádiva

1743 palavras 7 páginas
Ensaio sobre a dádiva

Na presente obra que estudamos que se intitula “Ensaio sobre a Dádiva”, Marcel Mauss nos introduziu e firmou o conceito de fato social total. E é com base neste conceito que ele conseguiu descrever os fenômenos de troca e de contrato, além de demonstrar a invenção da moeda num mercado criado antes dos mercadores, e também como a moral e a economia regem as transações deste mercado. O conceito de fato social total foi construído através do estudo de sociedades como: a Polinésia, Melanésia, Noroeste americano e alguns grandes direitos. E para a realização deste estudo ele seguiu um método de comparação preciso.
No começo de “Ensaio sobre a dádiva”, Mauss traz a definição dos conceitos de prestação, dádiva e
…exibir mais conteúdo…
O kula é o ponto culminante da vida econômica e civil, do sistema de prestações e contraprestações dos trobriandeses. O objeto essencial das trocas-doações do kula são os vaygu’a, espécie de moeda. Que são de dois tipos: os mwali, braceletes de conchas talhada e polida, usados em grandes ocasiões e soulava, colares confeccionados por hábeis artesãos com o nácar da ostra-espinhosa vermelha: usados solenemente pelas mulheres, e excepcionalmente pelos homens. Os braceletes são transmitidos de Oeste a Leste, e os colares ao contrário. Devem ser guardados, e as comunidades se orgulham de possuí-los. Uma propriedade que se tem sobre o presente recebido, mas que muito difere das categorias jurídicas, morais e econômicas do ocidente.
Em seguida, Mauss parte para o Noroeste Americano. E aqui que o potlatch tem a sua grande evidência. Ele fala que o este sistema é religioso, mitológico e xamanístico, que ele é econômico e também é um fenômeno de morfologia social. Neste sistema a noção de crédito e honra permeia as transações dos índios.
A obrigação de dar é a essência do potlatch. A obrigação de receber não é menos importante, não se tem o direito de recusar uma dádiva. A obrigação de retribuir é todo o potlatch,na medida em que ele não consiste em pura destruição; a obrigação de retribuir dignamente é imperativa.
Se nesta sociedade, “as coisas são dadas e retribuídas, é porque se dão e se retribuem “respeitos”, podemos dizer igualmente “cortesias”. Mas é também porque

Relacionados

  • Resenha sobre o filme 300
    863 palavras | 4 páginas
  • Resenha normatização contábil: ensaio sobre sua evolução e o papel do cpc
    1257 palavras | 6 páginas
  • ensaio sobre o Ex-estranho - Leminsk
    2145 palavras | 9 páginas
  • Ensaio sobre o tempo
    1060 palavras | 5 páginas
  • Resenha sobre o filme lincoln
    303 palavras | 2 páginas
  • Ensaio sobre a dádiva - marcel mauss
    1455 palavras | 6 páginas
  • resenha sobre o filme ivanhoe
    970 palavras | 4 páginas
  • Resenha sobre o enem
    558 palavras | 3 páginas
  • Ensaio sobre o entendimento humano
    1825 palavras | 8 páginas