Resenhs crianças selvagens- lucien malson

1033 palavras 5 páginas
RESENHA-AS CRIANÇAS SELVAGENS
LUCIEN MALSON
Introdução
Wallon afirma que de todos os seres vivos o homem é o que na ocasião de seu nascimento é mais incapaz, pois ao contrário dos outros animais ele não possui instintos, e, portanto, não tem capacidade para se desenvolver sozinho, precisando para isto da ajuda do adulto.
Se o bebê humano for muito cedo privado do convívio social dificilmente sobrevivera e, se sobreviver terá as características e atitudes semelhantes as do meio no qual viveu.
Quanto à hereditariedade, podemos afirmar apenas a vida biológica, que revela as características exteriores, já a vida psicológica permite ao ser humano idealizar, realizar e perpetuar-se.
Segundo Wallon, o homem é um ser social que desenvolve aptidões especificas e o meio social é o condicionante desse desenvolvimento.
CAPITULO I
Malson afirma não haver hereditariedade psicológica e que o comportamento humano é fruto das pressões e influencias do meio cultural. O homem é capaz de receber ou recusar as influências tornando-se objeto e autor de sua própria história.
Estudos diversos comprovam que filhos de gênios, se criados noutra cultura separados de seus pais, terão diferentes maneiras de pensar e agir. Uma família não é um conjunto de seres com potencialidades biológicas comuns, é também um meio educativo, e, deve-se ver na sucessão das vocações a força de uma tradição familiar perpetuada pelo hábito e influencia da imitação e do exemplo paterno (pag.14). Sermos humanos é

Relacionados

  • fichamento a criança terceirizada
    1846 palavras | 8 páginas
  • Gincana para crianças evangélicas
    9928 palavras | 40 páginas
  • Brincadeiras de crianças -
    1229 palavras | 5 páginas
  • A clinica e a criança
    2620 palavras | 11 páginas
  • Pastoral da criança
    1699 palavras | 7 páginas
  • O traje das crianças
    519 palavras | 3 páginas
  • HOTEL PARA CRIANÇAS
    1458 palavras | 6 páginas
  • A criança e a cultura lúdica
    4901 palavras | 20 páginas
  • Clastres, pierre. copérnico e os selvagens. in a sociedade contra o estado
    920 palavras | 4 páginas