Resumo as verdades da razão

492 palavras 2 páginas
A razão é um procedimento intelectual crítico que todo ser humano é capaz de utilizar para organizar as informações recebidas, estudos feitos ou experiências tidas e busca harmonizar um ponto de vista pessoal a um ponto de vista universal, a partir do qual qualquer outro ser humano possa considerar realidade. O método racional tem o objetivo de estabelecer a verdade, que seria a maior concordância entre o que acreditamos e a realidade da qual fazemos parte. A razão serve para “examinarmos nossos supostos conhecimentos, resgatar deles a parcela que tenham de verdade e, a partir dessa base, buscar novas verdades”. Algumas doutrinas questionam o racionalismo e até mesmo a própria verdade:
O ceticismo acredita que todo conhecimento humano é duvidoso e que, quando examinado a fundo, não exista um que seja confiável. A crítica ao ceticismo afirma que ele é contraditório. Ele defende que o conhecimento racional é impossível e que por isso não conhecemos a verdade, mas ao afirmar isso está acreditando em uma verdade obtida pelo pensamento racional. De todo modo, o ceticismo aponta para a inquietante questão: como nós, seres humanos intelectual e sensorialmente toscos, poderíamos conhecer qualquer coisa que seja da realidade? Immanuel Kant traz uma resposta considerada por Savater a mais sagaz: Ele diz que não temos o conhecimento da realidade tal como ela é, mas a conhecemos a partir dos nossos sentidos e da nossa inteligência que ordena os dados recebidos.
O relativismo coloca em

Relacionados

  • razão e função da hermeneutica juridica
    3583 palavras | 15 páginas
  • Resumo. bíblia: verdade ou ficção?
    906 palavras | 4 páginas
  • A verdade sobre a Mentira [Resumo do livro]
    6785 palavras | 28 páginas
  • Filosofia da religião e deus e a razão
    1736 palavras | 7 páginas
  • Síntese a Crítica da Razão Tupiniquim
    1700 palavras | 7 páginas
  • Cabimento da exceção da verdade no crime de desacato
    17608 palavras | 71 páginas
  • Resenha - A verdade das mentiras - Vargas Llosa
    1463 palavras | 6 páginas
  • CAPÍTULO III As concepções da verdade - Marilena Chaui
    2199 palavras | 9 páginas