Resumo de EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL

2078 palavras 9 páginas
MÉTODO DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL – MEP

É o método de avaliação em que a empresa investidora reconhece os resultados de seus investimentos equaisquer variações patrimoniais relevantes em coligadas e controladas no momento em que estesresultados são gerados nas empresas investidas e não apenas quando são distribuídos na forma dedividendos, como ocorre no método de custo. Assim, a Equivalência Patrimonial pressupõe a aplicação dopercentual de participação no capital da investida sobre o valor do Patrimônio Líquido da coligada oucontrolada.

Segundo o art. 248 da Lei nº 6.404/76, é obrigatória a aplicação deste método somente na avaliação deinvestimentos relevantes, assim considerados aqueles em sociedades coligadas, sobre cuja administraçãoa investidora tenha influência ou de que participe com 20% ou mais do capital social, e em sociedadescontroladas.

Segundo a Instrução CVM nº 247/96, este método deve ser aplicado pelas companhias de capital abertotambém em relação às empresas equiparadas às coligadas, assim consideradas:
a) as sociedades quando uma participa indiretamente com 10% ou mais do capital votante da outra, sem controlá-la;b) as sociedades quando uma participa diretamente com 10% ou mais do capital votante da outra, sem controlá-la,independentemente do percentual da participação no capital total.
ALGUMAS DEFINIÇÕES

COLIGADASão coligadas as sociedades quando uma participa, com 10% (dez por cento) ou mais, do capital da outra,sem controlá-la,

Relacionados

  • equivalência patrimonial
    2763 palavras | 11 páginas
  • Consolidação das demonstrações contábeis
    7527 palavras | 31 páginas
  • Consolidação das demonstrações contábeis
    7487 palavras | 30 páginas
  • Resumo cpc 26
    1986 palavras | 8 páginas
  • Resumo CPC S
    10909 palavras | 44 páginas
  • APS UNIP 5 SEMESTRE
    2845 palavras | 12 páginas
  • Contabilidade versus fluxo de caixa
    2422 palavras | 10 páginas
  • Resumo CPC 25
    821 palavras | 4 páginas