Resumo do Livro - Geografia Pequena História Critica

11295 palavras 46 páginas
Resumo do Livro: “Geografia Pequena História Crítica
Autor: Antonio Carlos Moraes

1 O OBJETO DA GEOGRAFIA A questão que introduz este volume – o que é Geografia? – aparentemente é bastante simples, porém refere-se a um campo do conhecimento científico, onde reina enorme polêmica. Apesar da antiguidade do uso do rotulo Geografia, que foi mesmo incorporado ao vocabulário cotidiano (...), em termos científicos há uma intensa controvérsia sobre a matéria tratada por esta disciplina.

Isto se manifesta na indefinição do objeto desta ciência, ou melhor, nas múltiplas definições que lhe são atribuídas.

“Alguns autores definem a Geografia como o estudo da superfície terrestre. Esta concepção é a mais usual, e ao mesmo tempo a de
…exibir mais conteúdo…
“Para o positivismo, os estudos devem restringir-se aos aspectos visíveis do real, mensuráveis, palpáveis.” (...).

“ Tal perspectiva naturalizante aparece com clareza no fato de buscar esta disciplina a compreensão do relacionamento entre o homem e a natureza, sem se preocupar com a relação entre os homens. Desta forma, o especificamente humano, representado nas relações sociais, fica fora do seu âmbito de estudos.(...).

“a idéia de “ciência de síntese” serviu para encobrir a vaguidade e a indefinição do objeto. Tal idéia, que postulava um conhecimento excepcional, desvinculava tal ciência de uma exigência do próprio positivismo – a definição precisa do objeto de estudo.”(...).

“Alem de se apoiar nestas, a continuidade do pensamento geográfico também se sustentou á custa de alguns princípios elaborados no processo de constituição dessa disciplina, e tidos como inquestionáveis. (...)

“principio da unidade terrestre” – a Terra é um todo, que só pode ser compreendido numa visão de conjunto; “princípio da individualidade” – cada lugar tem uma feição, que lhe é própria e que não se reproduz de modo igual em outro lugar;”.

“princípio da atividade” – tudo na natureza está em constante dinamismo;

“princípio da conexão” – todos os elementos da superfície terrestre

Relacionados

  • RESENHA CRITICA YVES LACOSTE GEOGRAFIA SERVE ANTES DE MAIS NADA PARA FAZER A GUERRA'
    1979 palavras | 8 páginas
  • Resenha: A Oeste das Minas
    1466 palavras | 6 páginas
  • Uso de mapas no ensino de geografia
    5894 palavras | 24 páginas
  • Analise livro didático
    1988 palavras | 8 páginas
  • Emanuel kant e sua influência à filosofia.
    2230 palavras | 9 páginas
  • a representação das paisagens
    11212 palavras | 45 páginas
  • A importância de saber ler e interpretar na formação de um indivíduo de opinião e cidadão ativo na sociedade
    2990 palavras | 12 páginas
  • RESENHA do Livro: ARIÈS, Philippe. Um Historiador Diletante.
    6133 palavras | 25 páginas
  • literatura goiana e acontecimentos historicos
    11881 palavras | 48 páginas
  • Jogos eletrônicos: uma proposta metodológica ao ensino de geografia
    10402 palavras | 42 páginas