Resumo "do contrato social" - rousseau

4905 palavras 20 páginas
LIVRO I

Objeto do primeiro livro

O homem nasceu livre, no entanto, por todo lado existem regras a serem seguidas. Rousseau propõe-se a descobrir como surgiram essas regras. Um povo é obrigado a obedecer à coerção da ordem social e é certo questioná-la quando necessário. Contudo, a ordem social é um direito fundado em convenção que fundamentam todos os não vindos da natureza.

Das primeiras sociedades

Umas das sociedades mais antigas é a família e também a única natural. A liberdade é uma conseqüência natural e quando desfeitos os laços da família, cada um volta ao estado de independência. A família é o primeiro modelo de sociedade política. Aristóteles afirma que alguns homens nascem para governar e outros nascem
…exibir mais conteúdo…
Do estado civil

A passagem do estado natural ao civil produz uma notável mudança no homem, dando ações a moralidade e substituindo instinto pela justiça. O homem é impelido a agir segundo outros princípios, consultando a razão ao invés do natural. Com o contrato social o homem perde a liberdade natural, porém ganha a liberdade civil e a propriedade de tudo o que possui. A liberdade natural é limitada pela força de cada indivíduo e a liberdade civil pela vontade geral.

Do domínio real

O direito de primeiro ocupante, só se converte em verdadeiro direito após ser estabelecido o de propriedade.Para autorizar o direito de primeiro ocupante, são necessárias as seguintes condições: ser o primeiro habitante, que ocupe somente a quantidade necessária à subsistência e que tome posse dele pelo trabalho e cultura. As terras se tornam território público e como direito de soberania, estendendo aos súditos ao terreno que ocupam, torna-se ao mesmo tempo real e pessoal. Uma singularidade da alienação é que a comunidade aceitando os bens dos particulares, assegurando posse legítima, muda a usurpação em verdadeiro direito. Pode também ocorrer que os homens comecem a unir-se antes de nada possuir, apoderando-se de um terreno suficiente para todos. Independente da aquisição, o direito que cada particular tem sobre seus bens é sempre subordinado ao direito que a comunidade tem sobre todos. O pacto

Relacionados

  • Resumo do Livro IV do Contrato Social (Jean- Jacques Rousseau)
    717 palavras | 3 páginas
  • Resumo de livro i do contrato social de rousseau
    1313 palavras | 6 páginas
  • O que é trabalho "resumo do livro "
    942 palavras | 4 páginas
  • As principais idéias de jean-jacques rousseau e sua contribuição para atualidade
    1245 palavras | 5 páginas
  • Do contrato social resumo completo do livro 1 ao livro 4
    4188 palavras | 17 páginas
  • RESUMO hobbes, maquiavel, locke e rosseau
    4525 palavras | 19 páginas
  • Trabalho de ciência politica. resumo do livro os classicos da politica
    4306 palavras | 18 páginas
  • Filme a experiencia "analise critica"
    1987 palavras | 8 páginas
  • Principais teóricos do iluminismo
    1575 palavras | 7 páginas
  • A Teoria da Escolha Racional na Ciência Política
    1203 palavras | 5 páginas